Inácio

Garoto são-paulino foi cedido ao Porto em negociação por Maicon (Foto: Divulgação/SPFC)

Ana Canhedo
02/07/2016
09:05
São Paulo (SP)

Aos 20 anos, o lateral-esquerdo Inácio está prestes a viajar para Portugal e assinar contrato com o Porto. Assim com o zagueiro Lucão, teve 50% de seus direitos econômicos adquiridos pelos portugueses como parte da negociação do Tricolor para ter Maicon. No entanto, ao contrário do companheiro Lucão, Inácio não é conhecido pela torcida tricolor, não atuou pelo profissional e também não recebeu uma enxurrada de críticas por falhar em jogo importante. Mesmo com potencial para se tornar um jogador importante dentro do clube, se levada em consideração a maneira como chegou ao São Paulo, vai embora sem cair nas graças - ou desgraça tricolor.

Em 2013, R$ 3,5 mil fizeram com que o Bahia perdesse um de seus principais nomes das categorias de base. O clube baiano deixou de recolher tal quantia de seu Fundo de Garantia (FGTS) de Inácio, o jovem entrou na Justiça e foi parar no São Paulo quando ficou livre do vínculo. Atualmente, trata de uma lesão muscular no reto femoral da coxa direita que o persegue há mais de três meses. Está irritado com o problema, chateado por não poder jogar, mas motivado para se mudar para Portugal.

Inácio chegou a se recuperar após dois meses de tratamento, jogou alguns minutos e voltou a sentir o problema na coxa. Tratamento se estende há três meses

Inácio tratava do problema na coxa há cerca de dois meses. Recuperado, foi relacionado para a estreia do São Paulo no Campeonato Brasileiro sub-20, em maio, justamente contra o Bahia, na Bahia. Entrou no segundo tempo, sentiu de novo e há um mês retomou o tratamento, que obrigatoriamente já o deixaria fora da lista inicial de relacionados para disputa da Copa Paulista - torneio profissional no qual o São Paulo entrará com o sub-20.

- Ao mesmo tempo em que ele está motivado para a viagem, está muito incomodado com a lesão, sem poder jogar, é algo que o acompanha já há algum tempo e isso o tem tirado do sério - conta André Jardine, técnico do sub-20 tricolor.

O valor de mercado de Inácio é de 6 milhões de euros (R$ 22 milhões). A estimativa é baseada na cessão de 50% de seus direitos ao Porto, negócio avaliado em 3 milhões de euros (R$ 11 milhões). O Tricolor é dono de 38,5% do jovem. Desde o início das negociações, o Porto deixou claro que queria o garoto.