HOME - Entrevista coletiva no São Paulo - Leco (Foto: Marcello Zambrana/AGIF/LANCE!Press)

O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva  (Foto: Marcello Zambrana/AGIF/LANCE!Press)

LANCE!
01/11/2016
15:39
São Paulo (SP)

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, confirmou nesta terça-feira que chegou ao fim o ciclo de Michel Bastos no clube. O dirigente admitiu que a intenção da diretoria é utilizar o meia como moeda de troca e acredita que a medida será importante para formação de um elenco forte para 2017.

- É possível que sim (fim do ciclo), por causa de algumas circunstâncias, não que nós desejássemos, mas é a dinâmica do futebol - afirmou Leco, em seguida perguntado se Michel tem de ser usado como moeda de troca na próxima janela.

- É importante - respondeu.

Leco foi perguntado sobre uma série de nomes que estão na lista da diretoria para o ano que vem, todos para o ataque. O presidente já admite interesse nos atacantes Nilmar, do Al Nasr (EAU), Rafael Marques, do Palmeiras, Willian, do Cruzeiro, e Sassá, do Botafogo. A diretoria também já se fez consultas por Wellington Nem e Bernard, do Shakhtar Donetsk (UCR). A ideia, segundo o mandatário, é ter nomes de mais peso no elenco.

- Você acabou de citar quatro grandes nomes que podem perfeitamente vestir a camisa do São Paulo. Informações e análises já temos, algumas coisas vão acontecer. O São Paulo quer sim alguns jogadores protagonistas no elenco que possam nos ajudar no ano que vem - afirmou.

O presidente voltou a dizer que gastará mais dinheiro do que foi investido este ano para contratações, mas não quis especificar quanto. Ele também lamentou o momento do time, que nesta segunda-feira foi derrotado por 1 a 0 pelo América-MG, antes lanterna do Campeonato Brasileiro.

- O time ficou abaixo do esperado esse ano, mas tem de certa forma sentido em virtude das dificuldades que o clube enfrentou recentemente e está em processo de reformulação em busca de uma reconquista - ponderou.