Breno treino

Ainda meio sem ritmo, Breno teve sua estreia aprovada por Patón (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

LANCE!
21/01/2016
18:47
São Paulo (SP)

A estreia de Breno na zaga são-paulina em 2016 agradou ao jogador e ao técnico Edgardo Bauza. O argentino optou por escalar o veterano ao lado de Rodrigo Caio na defesa tricolor e gostou do resultado, mesmo com a ainda falta de ritmo do beque em alguns lances e uma expulsão no fim da partida contra o Cerro Porteño, em Assunção, no Paraguai. 

- Considerando tudo, o Breno foi bem na partida. Ele esteve muito tempo lesionado no ano passado, e não queremos que isso se repita. É um jogador que pode ajudar muito a equipe. Sua força, sua altura e sua personalidade são fatores importantes. Ele sentiu um pouco falta de ritmo e de futebol, mas com o tempo vai melhorar - foram as palavras de Patón sobre seu jogador. 

Breno atuou como zagueiro em algumas partidas de 2015, mas foi testado como volante pelo técnico Juan Carlos Osorio. Uma lesão em agosto do ano passado atrapalhou a sequência do jogador, que agora ressurge com a chegada de Patón ao clube do Morumbi. 

- Tive um pouco de dificuldade e senti o ritmo de jogo, mas amistosos como este são importantes para podermos aprimorar a parte técnica também. Vou corrigir algumas coisas, ver onde errei e trabalhar para evoluir mais. Com treinos e jogos, acredito que logo estarei novamente adaptado. Nosso treinador também tem focado no sistema defensivo, ele gosta de trabalhar o time na zaga e isso nos deixará mais fortes - disse Breno, para logo completar sobre sua expulsão nos minutos finais: 

- Começar a temporada sendo expulso não é legal, mas pedi desculpas ao adversário. O importante foi começar o ano com o pé direito, porque queremos que 2016 seja vitorioso. Enfrentamos algumas turbulências em 2015, mas a nossa meta é conquistar títulos este ano. Acredito que chegaremos bem no Campeonato Paulista e na Libertadores, porque o nosso grupo é unido. 

O São Paulo estreia no Campeonato Paulista no dia 30, contra o Red Bull Brasil, no Moisés Lucarelli, em Campinas. Depois, no dia 3 de fevereiro, a equipe de Breno e Bauza tem pela frente o César Vallejo (PER), em Trujillo, pelo jogo de ida da pré-Libertadores.