Bruno Grossi
27/07/2016
12:15
São Paulo (SP)

O São Paulo pode diminuir a quantidade de estrangeiros em seu elenco a qualquer momento. Isso porque Boca Juniors (ARG), favorito nas negociações, e Racing (ARG) tentam o empréstimo de uma temporada de Ricardo Centurión e o clube paulista admite que a saída do atacante de 23 anos é iminente. O vínculo com o Tricolor tem quatro anos de duração e terminará em 2019, mas dirigentes acreditam que o ciclo do jogador está perto do fim.

A visão é de que Centurión não tem conseguido ultrapassar um nível de rendimento desde o bom início no ano passado. A falta de confiança e a impaciência da torcida são fatores usados pelos são-paulinos para defender uma mudança de ares. Nem mesmo o técnico Edgardo Bauza, quem mais deu chances ao argentino no clube, confia em uma recuperação imediata.

Ricky se animou com a possibilidade de defender o Boca, pois, segundo funcionários do Tricolor, é torcedor do clube xeneize. Em algumas ocasiões, foi visto com Jonathan Calleri assistindo e vibrando com partidas do Boca na concentração. Com o Racing, o atacante tem a identificação de ter crescido nas categorias de base e sempre declara amor à equipe nas redes sociais.

Centurión tem oito gols em 79 partidas com a camisa do São Paulo

Nesta quarta-feira, Centurión perdeu a vaga de titular para Kelvin em treino tático comandado por Bauza. Ao longo da atividade ele foi acionado para jogar como centroavante, na vaga de Gilberto, e marcou golaço ao aplicar caneta em Lucão e driblar Denis. Mais tarde, ficou com Cueva, Mena e Chavez brincando em disputa com o auxiliar José Di Leo.

O São Paulo contratou Centurión por mais de R$ 13 milhões em fevereiro de 2015, graças ao investimento de Vinicius Pinotti, empresário que acabou entrando na diretoria e hoje é peça fundamental no resgate do marketing do clube. O alto valor da compra também não deve ser um fator impeditivo para a transferência ao Boca, dada como certa na imprensa argentina.