Treino do São Paulo - Kieza

Kieza, enfim, será anunciado pelo Vitória nesta quarta-feira, em Salvador (Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)

Ana Canhedo
16/03/2016
11:38
São Paulo (SP)

Welker Marçal Almeida, entre sua apresentação e a manhã desta quarta-feira, durou menos de dois meses no São Paulo. Depois de uma extensa e complexa negociação, o Vitória, enfim, se acertou com o Tricolor Paulista pela contratação do centroavante. O jogador é esperado em Salvador nesta tarde para assinar contrato de três anos com o Rubro-Negro. A inscrição na fase final do Campeonato Baiano vai apenas até às 19h e, por isso, o Leão corre contra o tempo. 

Em troca, o São Paulo exigiu e receberá cada centavo gasto na contratação de Kieza do Shanghai Shenxin, da China. Luvas, taxas bancárias, impostos e cerca dos 30% que já haviam sido pagos aos chineses dos U$$ 1 milhão acertados para liberá-lo. Além disso, o clube do Morumbi ainda ficará com 50% dos direitos de Geovane e Ruan Café, ambos da base rubro-negra e que já estão em São Paulo e devem iniciar os treinos nesta quinta-feira. 

Kieza forçou sua saída do São Paulo. O centroavante teve poucas chances com Edgardo Bauza, já que estava atrás de Jonathan Calleri e Alan Kardec na concorrência por uma vaga no ataque e pediu para ficar fora dos dois últimos jogos da equipe, o clássico contra o Palmeiras e o jogo da Libertadores contra o Trujillanos, na Venezuela, nesta quarta-feira. A postura do jogador irritou a diretoria são-paulina, que cedeu. 

No Vitória, Kieza praticamente não terá concorrência. O atual centroavante, Robert, tem contrato apenas até o fim de maio e Rafaelson, o outro candidato a vaga, ainda não tem condições de atuar no profissional, segundo o técnico Vagner Mancini. Kieza quer jogar. O São Paulo não quer ninguém insatisfeito no elenco. O Vitória queria Kieza. Negócio fechado.