Jonathan Calleri (Foto: Boca Juniors/Javier García Martino)

Jonathan Calleri é o quarto reforço do São Paulo para 2016 (Foto: Boca Juniors/Javier García Martino)

Bruno Grossi
20/01/2016
17:49
São Paulo (SP)

O São Paulo, na tarde desta quarta-feira, fechou a quarta contratação para esta temporada. O atacante Jonathan Calleri entrou em acordo com o clube paulista para ficar no Morumbi até o dia 30 de junho deste ano, antes de se juntar ao elenco da Internazionale (ITA). Jony, como era chamado no Boca Juniors, é esperado ainda nesta semana para assinar com o Tricolor.

- Está tudo fechado de palavra, falta apenas assinar. Eu vou para o Brasil depois, mas Jony já vai nos próximos dias com minha esposa. Ele fica até 30 de junho no São Paulo. Agora estou feliz - disse o pai e empresário do argentino, Guillermo Calleri, em mensagem para a reportagem do LANCE!.

Para ficar com o atacante de 22 anos, o São Paulo precisou vencer batalha no mercado com o Atlético-MG. O Galo foi o primeiro a buscar o jogador, ainda no Boca Juniors, e apostava na vontade do atleta de atuar ao lado do compatriota Lucas Pratto para sair vencedor no negócio. Já o Tricolor teve o técnico argentino Edgardo Bauza como grande trunfo nas tratativas.

Calleri foi comprado do Boca pelo Deportivo Maldonado (URU), clube administrado pelo empresário uruguaio Juan Figer. A operação custou quase R$ 42 milhões e foi feita graças ao aporte do Stellar Group, que investe no futebol sul-americano ao lado do Maldonado. O negócio também envolveu a Internazionale, que terá o atacante em definitivo a partir de julho.

Revelado nas categorias de base do All Boys (ARG), Calleri foi contratado pelo Boca no meio de 2014 por cerca de R$ 3 milhões, pelo câmbio da época. Como profissional, o atacante já fez 86 jogos e 26 gols. O tento mais marcante foi anotado de letra e por cobertura em duelo do Boca com o Quilmes (ARG), na reestreia de Carlos Tévez pelo clube xeneize em 2015.

Além de Calleri, o Tricolor já havia contratado três jogadores para 2016. O primeiro foi o lateral-esquerdo chileno Eugenio Mena, que foi emprestado por um ano pelo Cruzeiro e fará sua estreia já nesta quarta-feira em amistoso contra o Cerro Porteño (PAR). Depois, o ídolo Diego Lugano voltou ao clube e assinou até julho de 2017, enquanto o centroavante Kieza fez contrato de três anos após os paulistas pagarem R$ 4 milhões ao Shangai Shenxin (CHN).