Renan Ribeiro

Renan Ribeiro em ação como goleiro do São Paulo (Arquivo/Lance!

Marcio Porto
26/04/2016
07:00
São Paulo (SP)

Reserva imediato de Denis e favorito para substituir o suspenso titular, o goleiro Renan Ribeiro tem trabalhado na base do sacrifício para estar em campo na próxima quinta-feira, contra o Toluca (MEX), pela Libertadores, no Morumbi. Há 49 dias, Renan foi submetido a uma cirurgia de apendicite, que o coloca em dúvida para o importante jogo.

Na recuperação da cirurgia, o goleiro, que chegou a ser titular em 11 jogos, perdeu três quilos de massa magra. Ficou mais frágil e precisou fazer trabalho de fortalecimento para voltar aos treinos. Demorou. Só retornou na semana passada, ainda com restrições. Nesta segunda-feira, treinou como os demais goleiros, mas ainda não está confirmado para o gol.

Em um jogo-treino dos reservas contra garotos do sub-19, Renan defendeu os garotos, no primeiro teste promovido pelo técnico Edgardo Bauza. Sofreu três gols (Centurión, Wilder e Luiz Araújo), mas em nenhum deles teve culpa. Léo passou intacto, defendendo o gol do time reserva.

A ideia de Bauza é utilizar aquele que iniciou o ano como reserva. Mas, como é de praxe, o goleiro só será escalado se estiver 100% e assim em melhores condições do que Léo, o outro postulante a vaga de Denis.

Léo, por outro lado, não tem restrição física alguma. Tem esperança de receber a maior chance de sua carreira, após quase dez anos de São Paulo. Ele sente-se bem e treina bem. Mas pesa contra sua pouca experiência embaixo das traves em jogos. Foram apenas 45 minutos em um amistoso contra o Londrina, em 2013.

– Todo mundo que está aqui no São Paulo tem condições de jogar, independentemente de ser de linha, goleiro, enfim. Depende muito do que o professor vai colocar na balança. Mas creio que todos têm de estar preparados, independentemente de ser experiente ou não – analisou o volante Wesley, em entrevista coletiva ontem, no CT da Barra Funda.


A definição provavelmente sairá nesta terça-feira, em treino fechado para a imprensa. Bauza deve definir o time que tentará abrir vantagem no Morumbi e decidir com tranquilidade no México. Não sofrer gols é essencial para a vaga, já que vale o gol fora para desempate.

A chance é de ouro, até porque o titular não vive grande fase.