São Paulo x Atlético-PR

Técnico acumula uma invencibilidade de 13 jogos no estádio municipal (Ricardo Moreira Agência Lancepress!)

William Correia
22/10/2017
07:00
São Paulo (SP)

Neste domingo, às 17h, contra o Flamengo, o São Paulo tem um trunfo além dos jogadores em campo e da torcida: Dorival Júnior. Se está longe do Morumbi, cedido para receber shows da banda irlandesa U2, o time atuará no estádio em que seu técnico mantém 100% de aproveitamento há quase três anos.

A última derrota de Dorival no local foi em 8 de novembro de 2014, quando estava no Palmeiras, também lutando contra o rebaixamento no Brasileiro, e perdeu por 2 a 0 para um time repleto de reservas do Atlético-MG - na época, Levir Culpi poupou titulares para as fases finais da Copa do Brasil. De lá para cá, são 13 jogos e 13 vitórias do atual treinador do Tricolor no Pacaembu.

A série perfeita começou em outubro de 2015, durante sua última passagem pelo Santos, e teve o próprio São Paulo como vítima duas vezes: no Brasileiro do ano passado, Dorival venceu os dois clássicos no Pacaembu, com 3 a 0 no primeiro turno e 1 a 0 no segundo.

Em todo esse período de invencibilidade no estádio, Dorival só saiu do local lamentando uma vez: nas quartas de final do Paulista deste ano, derrotou a Ponte Preta por 1 a 0, mas foi eliminado nos pênaltis. No Pacaembu, contudo, ganhou mesmo quando foi visitante - além do triunfo no San-São do segundo turno do Brasileiro de 2016, impôs 3 a 2 no Red Bull, no Paulista, em março (veja a lista de jogos abaixo).

No fim de semana passado, após vencer o Atlético-PR por 2 a 1 em seu primeiro jogo no Pacaembu comandando o São Paulo, Dorival destacou seu desempenho no estádio. Usou os números e a virada sobre o Furacão como prova de que o time não será prejudicado nos próximos quatro jogos que ainda mandará no estádio enquanto o Morumbi recebe shows.

- Não vejo como problema, muito pelo contrário. O São Paulo também tem histórico no estádio. E, no Santos, tive uma sequência de vitórias no Pacaembu. Fico feliz que isso continue. Na última partida no Morumbi, vencemos (contra o Sport, 1 a 0, no dia 1 de outubro), e, na abertura dos jogos no Pacaembu, foi importante vencer para não acharem que fomos prejudicados fora do Morumbi e podermos atuar em qualquer circunstância - declarou.

Neste domingo, o desempenho perfeito de Dorival Júnior no Pacaembu é colocado à prova contra o Flamengo, em meio à luta do Tricolor para não jogar a Série B em 2018. O time começa esta 30ª rodada em 15º lugar, com 34 pontos, a dois pontos e duas posições da zona de rebaixamento. As contas são de quatro vitórias nos nove jogos restantes para não correr risco de cair.