Bruno Grossi e Marcio Porto
28/06/2016
22:35
São Paulo (SP)

O São Paulo está muito perto de anunciar a permanência do zagueiro Maicon. Após longa novela, o Tricolor entrou em acordo com o Porto (POR) para comprar o defensor e aguarda apenas a assinatura dos documentos para oficializar o negócio. A informação foi publicada pelo portal UOL e confirmada pelo LANCE!. Além de investir seis milhões de euros (cerca de R$ 22 milhões) o clube paulista cedeu 50% dos direitos econômicos dos garotos Lucão e Inácio, ambos de 20 anos, que permanecerão no Brasil.

O desfecho positivo das tratativas acontece no mesmo dia em que duas negativas dos portugueses vieram à tona. A primeira delas foi para uma oferta de compra, feita pelo diretor-executivo Gustavo Oliveira. O cartola, que está em Portugal desde o último sábado, ainda voltou a consultar os Dragões por uma extensão do empréstimo, hipótese também rechaçada.

A pedida do Porto chegou a ser de 12 milhões de euros (cerca de R$ 44 milhões), mas o São Paulo avisava que não seria o montante o fator impeditivo para a negociação. A ideia era criar um modelo de negócio que não ferisse demais os cofres do clube e ao mesmo tempo não fizesse os lusitanos recuarem de vez, a dois dias do fim do empréstimo.

Os paulistas já haviam proposto uma troca por Lucão e Inácio, mas os portistas, na época, recusaram e pediram o zagueiro Lyanco. Nesse caso, foram os são-paulinos quem disseram não.

Agora, o Tricolor tem uma semana para regularizar o novo vínculo com Maicon e assim garanti-lo na lista de inscritos da Copa Libertadores da América. Com o zagueiro garantido para a semifinal da competição contra o Atlético Nacional (COL), a diretoria ganha paz com a torcida também com os conselheiros do clube, além de manter o técnico Edgardo Bauza mais tranquilo sobre as pretensões do time.