Marcio Porto
30/10/2017
06:10
São Paulo (SP)

Mais aliviado no Campeonato Brasileiro com a vitória sobre o Santos, O São Paulo espera conversar com Kaká pela primeira vez sobre a possibilidade de retorno em um encontro em dezembro, quando o jogador deve desembarcar no Brasil. Essa é uma previsão do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, que é só elogios ao meia formado no clube, mas tenta tratar o assunto com cautela. 

Leco se encontrou com Kaká ano passado porque, segundo ele, o meia sempre transita no São Paulo, pela história e identificação que tem com o clube. Agora, espera que o mesmo se repita e eles conversem sobre a possibilidade de ele jogar mais um ano no Tricolor antes de encerrar a carreira. Kaká ainda não sabe se disputará a temporada 2018 ou se pendurará as chuteiras agora.

Eleito melhor jogador do mundo em 2007, Kaká encerrou neste mês sua passagem pelo Orlando City (EUA) ao anunciar que não renovaria sei vínculo que vence agora no fim do ano. Não deu muito detalhes do seu futuro, mas cogita jogar mais um ano no Tricolor antes de se aposentar. 

O São Paulo espera saber mais dos planos do jogador, pois considera que não é simples cravar o retorno. Kaká está com 35 anos, tem histórico de lesões, e recebia um salário inadequado ao futebol brasileiro nos Estados Unidos. Tudo isso precisa ser conversado. 

No clube, está na memória a passagem do craque em 2014, quando deixou ótima impressão. Liderou o grupo vice-campeão brasileiro, virou exemplo para outros grandes nomes do elenco, como Ganso e Pato, e espelho para os mais jovens. Tudo isso é considerado novamente agora, mas com cuidado, até porque é sabido que Kaká não poderá estar em todas as partidas caso a volta fosse acertada.

O meia ainda não descarta jogar em outros centros, como Japão ou China, caso surjam boas propostas. Mas pende pelo Tricolor e pode decidir tudo em dezembro.