Edson Silva - Sao Paulo

Edson Silva espera acertar com novo clube até o fim do mês (Foto: Eduardo Viana/Lancepress!)

Ana Canhedo
19/01/2016
07:10
São Paulo (SP)

O zagueiro Edson Silva está em Maceió com a família, à espera de um clube. Dispensado pelo São Paulo ao fim de seu contrato em 2015, o beque garante não ter mágoas do Tricolor. Ao LANCE!, o atleta falou sobre a gratidão pelas oportunidades dadas pelo clube do Morumbi, mas lamentou não ter sido procurado para renovar o vínculo. Com tendência a ganhar peso, ele preferiu não tirar férias para manter a forma.

- Fazendo um pouco da minha avaliação, vejo que a vontade era muita, sempre dei o meu melhor, eu tento entender o São Paulo, não só o São Paulo, mas qualquer clube tem o direito de não renovar o contrato com o jogador. Acho que minha passagem foi muito boa nas quatro temporadas. Sem mágoas, de forma alguma. Só tenho a agradecer por tudo o que fizeram por mim, condição de trabalho, assistência - analisou, em contato por telefone.

Edson não nega que sente um carinho especial pelo São Paulo, mas, mesmo assim, abre as portas para propostas dos rivais do Tricolor, Corinthians, Santos e Palmeiras.

- Sou profissional, iria numa boa. Atualmente, quem abriu o mercado para mim foi o São Paulo, o maior time pelo qual joguei. Tenho o maior respeito pelo São Paulo, mas iria para um rival numa boa, isso é normal - completa o beque que coleciona passagens por Palmares (PE), Corinthians (AL), Villa Rio (RJ), Botafogo, CRB, Fortaleza, Boa Vista, Duque de Caxias e Figueirense antes de chegar ao Morumbi.

E como mantém a forma, Edson Silva acredita que não será difícil acertar com o outro clubes. De acordo com suas próprias palavras, existem propostas pendentes. Algumas, inclusive, do exterior. Sem passagem por clubes de fora do país, o beque acredita que esse pode ser o momento certo.

- Mantive a rotina normal, tenho tendência a engordar quando a temporada acaba. Nas férias eu procuro fazer academia, musculação, manter a forma e descansar um pouco. Conversando com minha família e empresários, estamos tendendo ao exterior, temos algumas propostas - afirma.

A expectativa é de que tudo seja solucionado até o fim do mês, justamente quando começam a maioria dos campeonatos estaduais no país.

- Não posso falar o nome, mas são clubes bons, acho que até o fim de janeiro resolvemos tudo - completou.