Yago Rudá
18/02/2018
20:27
São Paulo (SP)

Apesar da derrota para o Santos, por 1 a 0, o técnico Dorival Júnior preferiu enxergar o revés para o rival da Baixada por um lado positivo. Logo após o término do clássico San-São no Morumbi, o treinador - embora decepcionado - elogiou a criação de jogadas da equipe e disse que o time está no caminho certo para o restante da temporada.

Durante toda a partida, o Tricolor chegou 20 vezes ao gol defendido pelo goleiro Vanderlei. Apesar da intensidade na criação das jogadas, apenas 5 finalizações foram certas e o restante (equivalente a 75% de tudo o que foi criado pelo Tricolor) nem sequer teve o endereço do gol adversário.

- O maior problema de uma equipe é não criar e o São Paulo vem criando, consegue fazer o mais difícil. Estamos próximos de um acerto neste sentido e por isso que eu continuo confiando no que está sendo desenvolvido. Fizemos um grande jogo e temos que analisar a partida e não o resultado. Buscamos muito por isso, mas é natural que a gente saia desapontado quando não alcança o que queria nos 90 minutos - argumentou o treinador.

Embora tenha elogiado seus comandados pelo conteúdo criado ao longo do clássico no Morumbi, Dorival foi ríspido em sua última resposta e soou como uma crítica aos atacantes, que não têm conseguido fazer gols nos últimos jogos. Até aqui, o São Paulo fez nove jogos na temporada e balançou as redes adversárias em nove oportunidades. Números considerados baixos.

- A equipe vinha de quatro vitórias em sequência que não acontecia há muito tempo. Não demos oportunidades e chances ao Santos, que é leve e veloz e chega com facilidade ao gol adversário. O básico foi feito. O treinador tem culpa até que momento? O treinador não faz gols. O treinador leva a equipe até a intermediária e monta um sistema defensivo firme - disse o técnico do Tricolor, em resposta que aparentou ser uma cutucada aos seus jogadores.