Bruno Grossi
29/12/2016
15:12
São Paulo (SP)

Cícero é jogador do São Paulo. O clube paulista conseguiu resolver as últimas pendências burocráticas para anunciar o reforço na tarde desta quinta-feira. E o formato com o qual o negócio foi fechado é motivo de comemoração no Morumbi, tanto pelo tempo de contrato quanto pelo dinheiro que será investido em toda operação.

O meio-campista de 32 anos ficará no Tricolor Paulista por duas temporadas e o Fluminense não receberá nenhum ressarcimento pela transferência por empréstimo. O clube carioca levou em conta o delicado momento financeiro que enfrenta e aceitou liberar o jogador para aliviar a folha salarial. Os vencimentos agora serão repartidos com o São Paulo.

Estima-se que o salário de Cícero nas Laranjeiras girava em torno de R$ 400 mil. Os paulistas devem arcar com valor entre 60% e 70%, ficando bem abaixo do teto de R$ 350 mil imposto pela diretoria. Com a saída de Michel Bastos, que está prestes a assinar a rescisão, a diretoria tricolor ganhou fôlego para um reforço com vencimentos mais altos.

Nas quatro contratações feitas para a próxima temporada, o São Paulo precisou pagar por apenas uma delas. O goleiro Sidão custou R$ 600 mil, segundo o diretor financeiro Adilson Martins, a serem quitados com o Osasco Audax em seis parcelas. 

O mesmo dirigente afirmou que o orçamento para reforços é de R$ 17,5 milhões para 2017, mas que pode ser incrementado no caso de algum atleta do elenco ser negociado na janela de transferências europeias.