Libertadores - São Paulo x Trujillanos (foto:Mauro Horita/LANCE!Press)

Michel Bastos comemora com Calleri a goleada do São Paulo sobre o Trujillanos (foto:Mauro Horita/LANCE!Press)

LANCE!
06/04/2016
10:00
São Paulo (SP)

A goleada por 6 a 0 do São Paulo sobre o Trujillanos pode ter iniciado uma "reação" de Michel Bastos no Tricolor. Após ser vaiado por parte da torcida nos últimos jogos, Michel Bastos teve seu nome gritado por alguns são-paulinos durante a partida no Morumbi.

Michel nunca escondeu sua chateação com as vaias, inclusive deixando aberta a possibilidade de deixar o São Paulo. Ele voltou a falar sobre a rixa com parte da torcida e classificou o episódio como "raro".


- O que eu passei com parte da torcida me deixou chateado, mas sei que é algo raro. Me chamaram de "migué" e disseram que bebia cerveja. Isso não é verdade, fiquei muito chateado - afirmou o jogador, que, na saída para o intervalo, já havia sido questionado sobre o assunto.

- Sempre procurei dar o meu melhor para mostrar que sou importante. A torcida me cobrou por isso, então tento sempre dar o meu melhor. Agora é continuar trabalhando - disse.

Na goleada, Michel teve boa atuação e deu uma assistência. No ano, ele agora soma três passes para gols. Seu nome foi gritado pela torcida um pouco antes, quando deu um carrinho para salvar uma bola no campo de ataque.