São Paulo parecia ter o controle do jogo, mas se descuidou nos acréscimos e caiu nos pênaltis

Elenco do Tricolor ainda não conseguiu engrenar nesta temporada (Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Yago Rudá
21/04/2018
07:30
São Paulo (SP)

Eliminado precocemente da Copa do Brasil (quarta fase), o São Paulo tem apenas o Campeonato Brasileiro e a Copa Sul-Americana pela frente até o fim da temporada. Ainda colhendo os cacos após a desclassificação, em casa, para o Atlético-PR, o Tricolor precisa se atentar ao seu desempenho diante de equipes da Série A. Em oito jogos, a equipe tem aproveitamento de menos de 30% dos pontos disputados.

Depois de eliminar Madureira, CSA e CRB na Copa do Brasil, o São Paulo se despediu da competição justamente no primeiro adversário da Primeira Divisão que teve pela frente. O mesmo vale para o Paulistão. Depois de perder todos os três clássicos na fase de grupos, o Tricolor eliminou - com muito esforço - o São Caetano, que nem sequer disputa um torneio nacional, e caiu para o Corinthians, nas semifinais.

Ao todo, a equipe do Morumbi perdeu para Palmeiras, Santos, Atlético-PR e Corinthians, duas vezes, empatou uma vez com o Furacão e somou vitórias diante do Alvinegro de Parque São Jorge e do Paraná, que retorna à elite da Série A após uma década disputando a Série B do Brasileirão. Na soma, o Tricolor tem apenas 29,2% de aproveitamento. 

O desempenho do São Paulo, considerando apenas os jogos diante de clubes da Primeira Divisão, é um dos piores entre os 20 clubes da Série A (veja lista abaixo). Diante deste contexto, tanto elenco como comissão técnica sabem que é preciso colher bons resultados para afastar a pressão. 

- É a hora de a gente dar o resultado. Não perdemos o jogo, mas perdemos a classificação. É mais uma eliminação, então fazer um grande Campeonato Brasileiro é a nossa obrigação e lutar pela Sul-Americana - afirmou o goleiro Sidão, na última quinta (19), logo após a eliminação na Copa do Brasil. 

No próximo domingo, às 16h, o São Paulo encara o Ceará pela segunda rodada do Brasileirão. Mais uma vez, o clube tenta virar a página na temporada e recomeçar. Para isto, precisa iniciar bem a principal competição do ano e colher os cacos antes do jogo contra o Rosario Central-ARG (9/5), pela Sul-Americana. 

Os clubes com piores desempenhos nos confrontos com equipes da Série A:

0%
- Paraná (2 jogos e duas derrotas)
0% - Sport (1 jogo e uma derrota)
0% - Chapecoense (1 jogo e uma derrota)
20% - América-MG (5 jogos, uma vitória e 4 derrotas)
22,2% - Ceará (3 jogos, dois empates e uma derrota)
26,7% - Vitória (5 jogos, uma vitória, um empate e três derrotas)
29,2% - São Paulo (8 jogos, duas vitórias, um empate e cinco derrotas)