Ricardo Gomes - Treino SPFC

Ricardo Gomes tenta recuperar o São Paulo de maneira imediata (Foto: Ana Luiza Rosa/saopaulofc.net)

Bruno Grosssi e Marcio Porto
26/08/2016
06:45
São Paulo (SP)

A derrota para o Juventude na última quarta-feira abriu uma crise no São Paulo, mas a situação ainda pode piorar em breve. Isso porque a intenção da comissão técnica era utilizar os nove dias livres que terá a partir de segunda-feira para arrumar o time, mas o desfalque de jogadores importantes pode complicar a preparação e os planos do técnico Ricardo Gomes. O alerta está ligado.

Depois da partida contra o Coritiba, no próximo domingo, o São Paulo só voltará a campo na quarta-feira da outra semana, dia 7 de setembro, no clássico contra o Palmeiras no Allianz Parque. Os dias para trabalho foram celebrados. Mas as perdas de Lyanco, Rodrigo Caio, Mena e Cueva para as seleções aumentaram a preocupação.

A análise da comissão técnica e da diretoria é que o elenco ficou enxuto, portanto contar com todo o grupo seria essencial para se reerguer no Campeonato Brasileiro. Ainda mais porque há jogadores em má fase técnica e uma nova filosofia vem sendo montada após a saída do técnico Edgardo Bauza.

Cueva, por exemplo, é hoje o principal jogador de construção de jogadas e um dos artilheiros do time, com quatro gols. Sem ele, o Tricolor perde ainda mais o pouco poderio ofensivo que tem apresentado nas últimas partidas.

A reação, no entanto, precisa ser imediata. Ontem, os jogadores se reuniram com a comissão técnica e a diretoria antes do treino e tentaram alinhar os ponteiros (leia mais na página ao lado). São quatro jogos sem vencer no Morumbi, 20 derrotas no ano, o maior número entre todos os clubes que disputam a Série A.

Nessa situação, Ricardo Gomes sabe que terá de seguir com o que tem. A diretoria já avisou que dificilmente contratará reforços ainda nesta temporada. A janela para chegada de jogadores de fora está fechada e as opções no mercado interno são poucas, na visão dos dirigentes.

Internamente, a diretoria reconhece que a atuação na última janela ficou aquém do que o time precisava para brigar por títulos após a queda na semifinal da Libertadores. Saíram nomes de peso como Ganso, Calleri e Alan Kardec e chegaram reforços que precisam de adaptação e não têm o mesmo protagonismo.

O que precisa, então, Ricardo?

– Tempo. Foi pouco tempo de trabalho, consequentemente vai ter dúvidas. Então, não tem o que fazer. Toda essa mudança de comando tem um preço – declarou o treinador, após o vexame no Morumbi.

OS SELECIONÁVEIS

BRASIL
Rodrigo Caio está na primeira lista de Tite, para os duelos contra Equador, na próxima quinta-feira (1), em Quito, e Colômbia, dia 6, em Manaus. Pode até atuar dia 7 contra o Palmeiras, mas chegará no dia do jogo. Já Lyanco foi chamado para o Sub-20, que enfrenta a Inglaterra duas vezes fora de casa, nos dia 1 e 4. Ele vem sendo o substituto de Rodrigo. Lucão e Auro também acompanharão a Seleção principal.

CHILE
Mena foi convocado para jogar pela Eliminatória também nos dias 1 e 6, contra Paraguai e Bolívia. Não deve jogar o clássico contra o Palmeiras.

PERU
Cueva foi chamado para enfrentar Bolívia, em casa, e Equador fora, também nos dia 1 e 6. Outro provável desfalque para o clássico.