São Paulo

Jogo em Mogi das Cruzes foi marcado por confusão de parte da torcida com policiais (Foto: Reprodução/Sportv)

LANCE!
17/01/2016
21:40
São Paulo (SP)

O São Paulo entrou em campo para encarar o Rondonópolis neste domingo já classificado para as quartas de final da Copa São Paulo de Juniores. Com a melhor campanha entre os sobreviventes da quarta fase, o Tricolor Paulista só precisava do resultado do jogo em Mogi das Cruzes para conhecer o adversário nas quartas e, como venceu por 4 a 0, terá o Flamengo pela frente.

A vitória são-paulina fez com que o Bahia ficasse com a melhor campanha entre os eliminados na quarta fase e, assim, fosse resgatado pelo confuso regulamento da Copinha. Caso perdesse, o time do Morumbi enfrentaria o América-MG nas quartas de final, mas os atacantes Luiz Araújo e Pedro, com dois gols cada, mostraram que o Tricolor não iria escolher adversário.

O técnico André Jardine resolveu escalar uma equipe reserva diante do Rondonópolis, já que reclamou diversas vezes da maratona de jogos na Copinha. O time alternativo não decepcionou e abriu o placar aos 27 minutos em cobrança de pênalti de Araújo, que precisou bater duas vezes devido à invasão dupla no momento do primeiro chute.

Depois, aos 37, foi dele o passe para Pedro ampliar. O que era festa, porém, deu lugar ao desespero no estádio Nogueirão. Membros de uma torcida organizada do São Paulo entraram em conflito com guardas municipais e policiais militares, causando medo e revolta nos torcedores comuns. O tumulto gerou atraso de quase dez minutos para o início do segundo tempo.

A partida perdeu em emoção e qualidade após a confusão fora do gramado e os são-paulinos só recuperaram o ritmo veloz nos minutos finais. Aos 38, Luiz Araújo recebeu de Murilo para ampliar, enquanto Pedro, dois minutos mais tarde, completou de primeira o cruzamento de Gabriel para fazer o gol mais bonito de uma noite triste para o futebol brasileiro.

A programação das quartas de final será definida nesta segunda-feira pela FPF.