Marcio Porto e William Correia
17/08/2017
05:15
São Paulo (SP)

Após ficar no banco de reservas no último domingo, na vitória por 3 a 2 sobre o Cruzeiro, no Morumbi, Jucilei retornará ao time titular do São Paulo contra o Avaí, no próximo domingo, na Ressacada. E será de forma diferente. No período fora, o jogador teve uma conversa importante com o técnico Dorival Júnior, além de ter exercido função diferente nos treinamentos da semana. 

Jucilei ficou fora do time titular em todos os trabalhos táticos da semana passada. Assim, quando notou que seria reserva contra o Cruzeiro, foi até Dorival. Até então titular em todos os jogos do Campeonato Brasileiro, o volante foi conversar para entender o motivo de ter saído do time. Jucilei, apesar de ter chegado ao clube este ano, já exerce liderança sobre o grupo e é visto pela torcida como um dos únicos destaques numa temporada ruim. 

A opção de Dorival foi pelo jovem Éder Militão, de 19 anos. Na visão do treinador, Militão tem mais mobilidade na marcação, característica que o time precisaria no duelo contra os mineiros. Mas Militão não teve boa atuação e acabou sendo substituído pelo próprio Jucilei no intervalo. Dorival depois admitiu que o time melhorou com a mudança. 

Para o técnico, Jucilei está com dificuldade na marcação. E isso fará com que ele volte em outro posicionamento. Ao invés de atuar como primeiro volante à frente da defesa no sistema 4-1-4-1, jogará mais adiantado ao lado de Hernanes. Petros fará a função mais recuada, com Hernanes pelo lado esquerdo, Jucilei saindo pelo direito e os pontas Cueva e Marcos Guilherme atrás de Pratto. Essa nova função foi exercida pelo volante nos tempos de Corinthians, no qual atuava mais adiantado, com liberdade para sair jogando.

O jogador sente-se confortável desta forma porque atuou em outros lugares assim. É uma aposta do treinador, que espera equilibrar de vez o time e arrancar para fugir de vez da zona do rebaixamento.