Marcio Porto
27/06/2016
06:30
São Paulo (SP)

O São Paulo ainda negocia com o Porto (POR), tenta convencer os portugueses a diminuir o valor pedido, mas uma coisa é praticamente certa: se conseguir acertar a contratação do zagueiro Maicon, ela deve ser a mais cara da história do clube.

O título de contratação mais cara da história do São Paulo é de Ganso. Em 2012, o jogador foi comprado do Santos por R$ 23,9 milhões. Agora, apesar de tentar reduzir os 8 milhões de euros (cerca de R$ 30 milhões) pedidos pelo Porto, a diretoria sabe que terá de chegar pelo menos perto do valor. A expectativa tricolor é que saia negócio por cerca de 7 milhões de euros (cerca de R$ 26,5 milhões), superando Ganso.

- A negociação, desde que ele chegou, vem sendo para tentar mantê-lo. O preço é alto, o Porto já abaixou um pouco. Vamos fazer o possível e um pouco do impossível para manter esse atleta no elenco de São Paulo. É difícil dizer limite. É claro que não podemos chegar a 8 milhões de euros, mas podemos chegar perto disso. O Gustavo (Vieira de Oliveira, diretor-executivo) tem autorização do presidente para chegar perto disso - afirmou o vice-presidente de futebol José Alexandre Médicos, em entrevista à Rádio Jovem Pan.

No caso da negociação do Maestro, que era ídolo do Peixe, é preciso uma ressalva. O São Paulo contou com a ajuda da DIS para compor o valor pago ao Santos. Desembolsou R$ 16,4 milhões por 32% dos direitos econômicos do jogador, enquanto a empresa injetou R$ 7,5 milhões para viabilizar o negócio e aumentou de 55% para 68% sua participação no jogador.

Sendo assim, se for levado em conta apenas o valor desembolsado pelo São Paulo, a negociação de Ganso fica atrás de outras duas. Em 2000, o clube pagou cerca de R$ 20 milhões para tirar o meia Ricardinho do Corinthians. E em 2011 repatriou Luis Fabiano por cerca de R$ 17,5 milhões.

Tanto a venda de Ganso quanto a de Ricardinho estão entre as dez maiores da história dos clubes brasileiros. O que chama atenção na negociação de Maicon é o fato de ele ser um zagueiro. Seria o único a figurar na lista dos dez mais.

O São Paulo espera definir a compra de Maicon até terça-feira. O contrato dele acaba na próxima quinta e precisa ser estendido para disputar as semifinais da Libertadores. Caso o Porto não aceite vendê-lo, o Tricolor tentará renovar o empréstimo.

Vale lembrar que o São Paulo possui o título da maior venda da história do futebol brasileiro. Com fama de bom vendedor, o Tricolor cedeu o meia Lucas ao PSG (FRA) por cerca de R$ 108 milhões, em 2012. Nas compras, o recorde pertence ao Corinthians, que pagou R$ 60,5 milhões ao Boca Juniors (ARG) em 2005 por Carlitos Tevez, tudo financiado pela MSI. Maicon deve entrar na sexta colocação caso o negócio seja confirmado.

Confira abaixo a lista das dez contratações mais caras da história do futebol brasileiro.

Carlos Tevez - Boca Juniors (ARG) para o Corinthians - R$ 60,5 milhões em 2005
Leandro Damião - Internacional para o Santos - R$ 41,6 milhões em 2014
Alexandre Pato - Milan (ITA) para o Corinthians - R$ 40 milhões em 2013
Nilmar - Lyon para o Corinthians - R$ 27,8 milhões em 2005
Javier Mascherano - River Plate (ARG) para o Corinthians - R$ 25 milhões em 2005
Paulo Henrique Ganso - Santos para o São Paulo - R$ 23,9 milhões em 2012
Ricardinho - Corinthians para o São Paulo - R$ 20,1 milhões em 2002
André - Dínamo de Kiev (UCR) para o Atlético-MG - R$ 19,7 milhões em 2012
Dudu - Dínamo de Kiev (UCR) para o Palmeiras - R$ 18,7 milhões em 2015
Giuliano - Dnipro (UCR) para o Grêmio - R$ 18,6 milhões em 2014