Centurión - São Paulo

Centurión, durante treino do São Paulo (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Bruno Grossi e Marcio Porto
10/05/2016
10:00
São Paulo (SP)

Não pegou bem no São Paulo a expulsão do meia-atacante Centurión. A análise é de que, por irresponsabilidade, o argentino deixou o time no momento mais importante da temporada. Caso Michel Bastos não tenha condições de atuar, o argentino seria o substituto imediato do meia.

A reação de Centurión de cuspir no jogador do Toluca (MEX), no México, causou ainda mais decepção porque o jogador parecia ter recuperado a confiança. Marcou dois gols no jogo de ida, pelas oitavas de final, e entrou bem na volta, tendo inclusive sofrido um pênalti ignorado pela arbitragem.

Em tempo, o São Paulo ainda aguarda um parecer da Conmebol para elaborar um recurso, caso a pena de no mínimo seis jogos de suspensão seja confirmada pela entidade. É o que prevê o Código Disciplinar em caso de cusparadas.

Há ainda os que lembram que o atleta costuma crescer em jogos decisivos. Ano passado, foi autor de dois gols na Libertadores, ambos de suma importância: contra o Danubio (URU), que manteve o time vive na competição, e contra o Cruzeiro, na vitória por 1 a 0 no jogo de ida das oitavas de final, no Morumbi.