Maicosuel garantiu que tem condições de jogo

Jogador trabalhará para ter condições de participar do San-São de sábado (Érico Leonan/saopaulofc.net)

William Correia
23/10/2017
07:00
São Paulo (SP)

Nesse domingo, contra o Flamengo, existia a expectativa de que Maicosuel fosse titular pela primeira vez com Dorival Júnior, mas ele não ficou nem no banco. Dores na coxa direita o fizeram ser cortado. Não há lesão, e o São Paulo trabalha com a possibilidade de ter o camisa 7 entre os relacionados para enfrentar o Santos, no sábado.

Apesar da dor, exames mostraram que não há nenhuma lesão no músculo adutor da coxa direita do jogador, apenas um desgaste considerado comum em atletas nessa região do corpo, de acordo com o departamento médico do clube. Mas optou-se por poupá-lo, já que ele se queixava de um incômodo no local, e pesou o fato de que o meia-atacante não seria titular.

Apesar das elogiadas atuações saindo do banco contra Atlético-PR (quando fez o gol da virada) e Fluminense, Maicosuel seria reserva. Dorival Júnior tinha definido já que a mudança no setor ofensivo seria sacar Lucas Fernandes para escalar Jucilei como primeiro volante, liberando mais Petros e Hernanes. Por isso, a decisão de não levar Maicosuel para o banco, para deixar a musculatura descansar.

Não há no São Paulo o temor de que Maicosuel "estoure a musculatura" se entrar em campo. Mas existe cautela. Está definido que ele não participará do treino da tarde desta segunda-feira e, dependendo da dor que sentir, será liberado para trabalhar normalmente com os colegas na terça ou quarta-feira. É possível que esteja à disposição para o clássico.

O novo problema físico não tem nada a ver com o desequilíbrio muscular que Maicosuel apresentou assim que chegou ao clube, e que o fez passar por tratamento especial, ficando sem jogar por mais de quatro meses, entre 8 de junho e 24 de setembro. Os médicos sempre repetem que o camisa 7 está, definitivamente, com sua musculatura equilibrada, e o que pode ocorrer são desgastes, como tem ocorrido agora na coxa direita, ou lesões normais.

Maicosuel diz que abriu mão de seus dois primeiros salários no clube porque já chegou com o desequilíbrio muscular e não considerou justo receber sem poder ajudar o time na luta contra o rebaixamento. Após fazer gol contra o Atlético-PR, declarou que estava começando a pagar a dívida que sente ter com o clube. Se as dores na coxa direita passarem, ele terá a chance de manter esse avanço particular no São Paulo já no sábado.