Centurión - São Paulo

Centurión brinca com a bola durante treino do São Paulo em Acapulco (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Bruno Grossi
04/05/2016
09:30
São Paulo (SP)

A goleada por 4 a 0 sobre o Toluca (MEX) na semana passada, no Morumbi, fez com que o São Paulo quebrasse mais um recorde na história da Copa Libertadores da América. Com os dois gols marcados por Ricardo Centurión sobre os mexicanos, o Tricolor passou a ser o clube brasileiro com mais gols marcados por estrangeiros na competição.

Além de Ricky, Pedro Rocha (10) e Jonathan Calleri (8), já marcaram a história são-paulina na Libertadores os uruguaios Darío Pereyra, com dois tentos, e Diego Lugano, que foi às redes uma vez durante a campanha do tricampeonato, faturado em 2005.

O gol de Diós foi marcado em goleada por 4 a 2 sobre a Universidad de Chile na fase de grupos, no Morumbi. Depois, nenhum gringo foi às redes entre 2006 e 2015, quando Centurión marcou duas vezes, contra Danubio (URU), na fase de grupos, e Cruzeiro, nas oitavas de final.

A liderança dos gols de gringos no torneio sul-americano pertencia ao Internacional, campeão em 2006 e 2010. Os gaúchos somam 24 tentos “forasteiros”, marca alcançada na temporada passada graças aos argentinos André D'Alessandro (4) e Lisandro López (3). – os colorados, na ocasião, foram semifinalistas e eliminados pelos mexicanos do Tigres.

OUTRAS MARCAS
Neste ano, o São Paulo também se tornou o brasileiro com mais vitórias na Libertadores: 89 contra 86 do Cruzeiro. A marca foi obtida com os 6 a 0 sobre o Trujillanos (VEN) na fase de grupos, quando Calleri se tornou o estrangeiro com mais gols em uma só partida pelo Tricolor e, no geral, com mais tentos em um jogo de Libertadores. A goleada também foi a maior do clube no torneio.