icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/08/2015
11:56

Desfalque nas duas últimas partidas do São Paulo na temporada, contra Ceará e Ponte Preta, o argentino Ricardo Centurión voltou a treinar com o grupo completo na manhã desta segunda-feira. O camisa 20 se livrou de dores musculares e pode ser a novidade da lista de relacionados para o embate com o Joinville, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em contrapartida, Rogério Ceni deve desfalcar o Tricolor de novo nesta quarta-feira, 19h30, na Arena Joinville.

Centurión foi diagnosticado com mialgia após a derrota por 2 a 1 para o Flamengo há oito dias e foi liberado para trabalhos com os companheiros na última quarta-feira. O técnico Juan Carlos Osorio, no entanto, decidiu manter o gringo fora de combate e só em Santa Catarina pode voltar a utilizá-lo. Enquanto isso, Ceni segue no Reffis para se livrar de dores no adutor da coxa direita, aumentando as chances de Renan Ribeiro fazer o sétimo jogo do ano, o segundo consecutivo.

Os zagueiros Breno e Lucão, o lateral-esquerdo Carlinhos e o centroavante Luis Fabiano também continuam no Reffis ao lado do Mito e não participaram do treino técnico desta segunda, bem como o beque Luiz Eduardo, com dores no joelho esquerdo. Em campo reduzido e com três gols, Osorio exigiu muita intensidade dos atletas, fez cobranças a Wesley e Reinaldo e repetiu diversas vezes que o grupo fizesse os lances "como no jogo".


Centurión foi a novidade desta segunda-feira no CT da Barra Funda (Foto: Ari Ferreira)

O lateral-direito Auro, que tem sido utilizado mais avançado, recebeu elogios, assim com o recém-contratado atacante Rogério. Ao mesmo tempo, em outro gramado, o centroavante Alan Kardec realizou mais um treino de transição para voltar aos gramados após operar o joelho direito em abril. Os exercícios de condução de bola e passes foram conduzidos pelo fisioterapeuta Ricardo Sasaki.

A manhã foi encerrada com atividade de finalizações comandada pelo auxiliar técnico colombiano Luis Pompílio. Cada atleta fazia dois chutes por vez: o primeiro com direito a ajeitar a bola e o segundo obrigatoriamente de primeira. Além disso, as finalizações rodavam da direita para a esquerda, passando pelo centro da grande área. O volante João Schmidt foi quem mais se destacou, enquanto Centurión e João Paulo isolaram a maioria das tentativas.

Desfalque nas duas últimas partidas do São Paulo na temporada, contra Ceará e Ponte Preta, o argentino Ricardo Centurión voltou a treinar com o grupo completo na manhã desta segunda-feira. O camisa 20 se livrou de dores musculares e pode ser a novidade da lista de relacionados para o embate com o Joinville, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em contrapartida, Rogério Ceni deve desfalcar o Tricolor de novo nesta quarta-feira, 19h30, na Arena Joinville.

Centurión foi diagnosticado com mialgia após a derrota por 2 a 1 para o Flamengo há oito dias e foi liberado para trabalhos com os companheiros na última quarta-feira. O técnico Juan Carlos Osorio, no entanto, decidiu manter o gringo fora de combate e só em Santa Catarina pode voltar a utilizá-lo. Enquanto isso, Ceni segue no Reffis para se livrar de dores no adutor da coxa direita, aumentando as chances de Renan Ribeiro fazer o sétimo jogo do ano, o segundo consecutivo.

Os zagueiros Breno e Lucão, o lateral-esquerdo Carlinhos e o centroavante Luis Fabiano também continuam no Reffis ao lado do Mito e não participaram do treino técnico desta segunda, bem como o beque Luiz Eduardo, com dores no joelho esquerdo. Em campo reduzido e com três gols, Osorio exigiu muita intensidade dos atletas, fez cobranças a Wesley e Reinaldo e repetiu diversas vezes que o grupo fizesse os lances "como no jogo".


Centurión foi a novidade desta segunda-feira no CT da Barra Funda (Foto: Ari Ferreira)

O lateral-direito Auro, que tem sido utilizado mais avançado, recebeu elogios, assim com o recém-contratado atacante Rogério. Ao mesmo tempo, em outro gramado, o centroavante Alan Kardec realizou mais um treino de transição para voltar aos gramados após operar o joelho direito em abril. Os exercícios de condução de bola e passes foram conduzidos pelo fisioterapeuta Ricardo Sasaki.

A manhã foi encerrada com atividade de finalizações comandada pelo auxiliar técnico colombiano Luis Pompílio. Cada atleta fazia dois chutes por vez: o primeiro com direito a ajeitar a bola e o segundo obrigatoriamente de primeira. Além disso, as finalizações rodavam da direita para a esquerda, passando pelo centro da grande área. O volante João Schmidt foi quem mais se destacou, enquanto Centurión e João Paulo isolaram a maioria das tentativas.