Bonecos de Rogério Ceni

Rogério Ceni segura boneco do gol 100 na sala de imprensa do CT da Barra Funda (Foto: Marcio Porto)

Marcio Porto
24/03/2016
14:17
São Paulo (SP)

O ex-goleiro Rogério Ceni matou a saudade do São Paulo nesta quinta-feira. Ele esteve no CT da Barra Funda, onde lançou dois bonecos que remetem a lances históricos de sua carreira. O eterno capitão do Tricolor, aposentado desde o fim do ano passado, aproveitou para falar da fase atual do clube e disse que ainda acredita numa recuperação, inclusive na classificação na Libertadores. O Tricolor soma apenas dois pontos no grupo 1 da competição sul-americana, enquanto The Strongest (BOL) tem sete e River Plate (ARG), cinco.

- Sofria bem mais no campo. Ali você está numa situação que depende de você, faz parte daquilo. Hoje eu torço para que o São Paulo tenha vitórias, seguir sua vida e vai seguir. Os resultados ainda não foram esperados, mas o São Paulo tem feito bons jogos, tem dado azar, muita bola na trave. Acredito que vai chegar nas finais do Paulista, a vitória deixou uma margem de vantagem faltando quatro rodadas, é considerável. E depois que chega na fase final, as coisas mudam - afirmou Ceni, que completou.

- E mesmo na Libertadores, acredito muito. Teve o ano de 2013, muito difícil, ainda acredito muito. O Morumbi vai estar à disposição, o Morumbi tem uma química muito boa, acho que vence os dois jogos, fica entre os dois primeiros e depois vai jogar a decisão, talvez até pelo empate. Falta um pouco de confiança, para continuar o trabalho.


Ceni lançou dois bonecos em parceria com o São Paulo e a i9 brinquedos, que desenvolveu os produtos. O modelo maior, com 33 cm, reproduz o dia do gol 100, marcado contra o Corinthians, na Arena Barueri, em 2011. Sai pelo valor de R$ 999 cada. Já o menor, com 17cm, lembra a defesa na final do Mundial de 2005, quando Ceni interceptou uma falta de Gerrard no ângulo - o Tricolor foi campeão com vitória por 1 a 0 sobre o Liverpool. A venda é feita no site www.rc01.com.br. Ceni elogiou os brinquedos.

- Acho que esses dois lances exemplificam bastante a minha carreira. Os gols que fiz e as defesas. Ficou bem legal, é uma obra de arte. E abre uma parceria, uma oportunidade para que o São Paulo possa fazer, inclusive com outros atletas, de seu elenco, sua história - afirmou Ceni.

O goleiro também falou sobre a pressão em seu sucessor Denis, comentou sobre a possibilidade de ser técnico e o clássico do próximo domingo, contra o Santos. Confira abaixo os principais trechos da entrevista do Mito:

O BONECO FICOU PARECIDO?

Você achou que ficou parecido? Achei que ficou bonito (risos). É obra de arte, boneco desenhando em 3D, o nariz está um pouco menor, ainda bem.

DENIS

Não vejo tantas críticas assim. Ontem fez um jogo bastante seguro, bacana. O time joga dando privilégio ao setor defensivo, isso ajuda. Mas erros fazem parte do ser humano, quem está ali está sujeito. Mas torço para que ele continue fazendo bem seu trabalho, como o Renan, torço para que façam sucessos. São três grandes profissionais preparados para jogar por muito tempo nesse clube.

Boneco imita o gol 100 de Rogério Ceni, feito contra o Corinthians
Estátua de Ceni de brinque, lançada nesta quinta (Foto: Marcio Porto)


PODE CONVERSAR COM O GRUPO PARA DAR FORÇA?

Eu converso sempre com eles, mando mensagem, mas aqui é uma coisa muito particular deles. Seria até constrangedor fazer uma conversa. Eu acompanho, mas aqui tem atletas muito experientes, o Lugano, ídolo, Ganso, que vem jogando muito bem, treinador experiente que ganhou Libertadores. Não tem necessidade da minha palavra, tem estrutura suficiente. Agora são outras pessoas.

JÁ DEFINIU O QUE VAI FAZER?

Continuo fazendo eventos, palestras. Não tenho ainda uma definição, mas a partir de 2017, quero definir o que farei. tenho tido um pouco mais de tempo, pouco mais tranquilo, quando você joga futebol, você só se dedica ao futebol. Hoje tem mais responsabilidade de coisas de rotina, coisas burocráticas. O dia fica cheio, está muito corrido, podia ser mais sossegado. Mas estou bem realizado.

VINDA DE LUGANO

Eu sempre dormi pouco, mas tranquilo. Eu conheci o Lugano em 2005, e posso dizer que é um dos caras mais profissionais que trabalhei na minha carreira. E tenho certeza de que ele vai fazer o melhor para o clube. Vamos ver as reais condições dele. Mas a certeza que eu tenho é que ele vai sempre representar o clube no seu maior alto nível, vive o clube intensamente.

AUSÊNCIA PODE TER PESADO PRA CLIMA RUIM?

Não, acho que não. Eu exerci minha função durante anos. Como Raí, Pintado, aquele grupo, antes de me tornar goleiro do clube.Ninguém é insubstituível, você se adapta e tem de encarar. Aqui tem jogadores rodados, Kardec, Ganso, Rodrigo Caio, mais jovem, mas rodado.

FUTEBOL ESTÁ MUDANDO

Acho que podemos fazer um paralelo como é a política do país. Acho que essa primeira liga foi importante para essa independência com relação à CBF. Não sei se será o futuro, mas acho que os clubes, a única maneira de melhorar o futebol brasileiro é a com a união. A CBF gere, mas a força do futebol está nos clubes.

SAÍDA DE ATAÍDE

Tive o prazer de trabalhar com ele, se tem alguma mudança no campo, teria de ser algum jogador que atua para falar, estou há três meses fora daqui. Futebol é de resultados, quando você não faz gols, troca o centroavante. Tem de ser encarado com naturalidade, e o Ataíde foi remanejado, não acredito que vá influenciar,

SER TREINADOR DO SÃO PAULO ESSE ANO

Não me sinto preparado, e nem disse que desejo fazer essa função, acho que o são paulo está supoer bem com um treinador experiente, campeão.

JÁ PINTOU ALGUM CONVITE

A maior representatividade que posso ter do clube é a minha história. Estamos sempre próximos, desde eventos como este, a vida do São Paulo segue, tem gente mais preparada do que eu para exercer funções. Não tenho nenhuma mágoa, sou sempre muito bem recebido aqui, esse andamento em conjunto sempre vai existir com o São Paulo, a história vai ser sempre registrada, caminharemos juntos, não tenho nenhuma ligação em sentido de diretoria, e sou extremamente feliz com o que tenho feito.

PREPARAÇÃO SE FOR TÉCNICO

Se for nessa área, eu iria para fora, fazer alguns cursos. E o Osorio é um grande parceiro, grande amigo. Ele já me convidou, eu me manifestei meu desejo em poder acompanhar o trabalho dele mais próximo. Agora ele à frente de uma seleção, não descarto, pode ocorrer no restante do ano. Ou se entrar em outra área, na parte de mídia, investir em palestras motivacionais, mas é um ano mais pra investir em mim mesmo, coisas para fazer em 2017. Meu projeto é escolher o camihho

SANTOS

O Santos na Vila é muito forte, vai estar desfalcado, tem conforto no seu grupo, é um jogo que talvez não seja tão intenso, tão decisivo assim, o São Paulo com essa vitória de ontem dá uma respirada. É um clássico sempre do futebol paulista, mas não é o São Paulo e Santos mais esperado do ano. Acho que vai acontecer quem sabe numa decisão de campeonato paulista, mas é um clássico e principalmente o São Paulo que precisa de uma afirmação, acho que fica mais decisivo.