Rogerio Ceni - Sao Paulo

Rogerio Ceni, em treino do São Paulo (Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)

Marcio Porto
16/11/2015
12:33
São Paulo (SP)

O São Paulo confirmou nesta segunda-feira que o goleiro Rogério Ceni está fora do duelo da próxima quinta-feira, contra o Atlético-MG, no Morumbi. Recuperando-se de uma lesão no pé direito, o capitão tinha previsão de retornar aos treinos nesta segunda, mas fez um exame que o vetou do confronto. Ele também dificilmente estará em campo no próximo domingo, contra o Corinthians, na Arena Corinthians. O capitão ficou fora do treino desta segunda, quando havia a previsão de que ele retornasse.

Rogério machucou o tornozelo direito no dia 28 de outubro, no jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil, contra o Santos, na Vila Belmiro. Na ocasião, o goleiro chutou o chão ao dividir uma bola com Lucas Lima. No dia seguinte, um exame detectou uma ruptura no ligamento tíbio-fibular direito. Desde então, Denis é o goleiro do São Paulo.


Provavelmente fora de dois confrontos, Rogério Ceni terá apenas mais dois como jogador profissional: Figueirense, no Morumbi, e Goiás, no Serra Dourada, caso se recupere a tempo. Isso porque ele já anunciou aposentadoria para o fim deste ano. A despedida oficial, organizada pelo São Paulo, será no dia 11 de dezembro, numa partida com um combinado dos campeões mundiais de 1992/93 contra o de 2005.

- A gente perde muito, é um líder, dentro de campo, mas quem jogar vai ser importante, grupo excelente. Mas ele vai está com a gente, estamos pensando muito nesses quatro jogos. A gente precisa buscar a vitória para brigar pela Libertadores - lamentou o lateral-direito Bruno.

Contra o Atlético-MG, o São Paulo pode dar o título ao Corinthians. Isso acontecerá se o rival não vencer o Vasco, no mesmo horário, em São Januário. Assim, dependeria de o Tricolor não ser derrotado pelo Galo no Morumbi. Mas Bruno diz que os jogadores não estão preocupados com isso.

- A gente nem pensa nisso, pensa no São Paulo, nos resultados, mas no adversário a gente nem pensa. São Paulo tem que começar pensando nos três pontos e não ligar para os outros - afirmou.