São Paulo x Coritiba

Com pouco mais de 7 mil torcedores, São Paulo empatou em casa (Foto: Maurício Rummens/Fotoarena/Lancepress!)

LANCE!
28/08/2016
18:41
São Paulo (SP)

Um dia depois de ter o CT da Barra Funda invadido por torcedores, o elenco do São Paulo não conseguiu reagir em campo e manteve o jejum de vitórias no Morumbi. Há cinco partidas sem triunfar no estádio, contando Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil, Denis e Hudson afirmaram que é preciso ter ''a cabeça forte'' para superar o momento e retomar o caminho das vitórias sem se abalar pelos acontecimentos do último sábado.

- Não vai balançar o barco, não. O São Paulo é um time grande. A pressão é normal. Mas é lógico que aquilo que aconteceu no CT eu nunca tinha visto no futebol brasileiro - disse o volante Hudson, pensamento compartilhado com o goleiro Denis, autor de uma defesa difícil no duelo contra o Coritiba que evitou o revés.

- Não é dessa forma (com invasão e violência) que o time vai melhorar. Sabemos que não estamos rendendo bem. Vamos concentrar no próximo jogo, temos tempo para trabalhar. O elenco tem que ter a cabeça forte. Passei por isso em 2007, na Ponte preta, fui agredido. Aqui são jogadores experientes. Se queremos dar a volta por cima e vencer, precisamos superar.

O São Paulo só volta a campo no dia 7 de setembro, quando enfrenta o arquirrival Palmeiras, no Allianz Parque, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Até lá, serão nove dias livres para trabalhar no CT da Barra Funda. O elenco, por sua vez, espera que o tempo seja de paz.

- É claro que ficamos tristes quando acontece esse tipo de coisa. Mas é preciso focar. Em 2013, entramos na zona de rebaixamento e foi complicado sair. Esse ano, espero nem chegar perto dela - completou Denis. O São Paulo ocupa a 11ª colocação na tabela do Brasileirão.