Ganso - São Paulo
Marcio Porto
25/04/2016
12:22
São Paulo (SP)

Nesta segunda-feira, o técnico Edgardo Bauza deu uma mostra de como pretende formar o São Paulo para o duelo da próxima quinta-feira, contra o Toluca (MEX), pelo jogo de ida das oitavas de finais da Libertadores. O argentino comandou um treino tático para os titulares e promoveu a volta do meia Paulo Henrique Ganso ao time - ele foi sacado no jogo que garantiu a classificação, quinta-feira passada, contra o The Strongest (BOL), na Bolívia.

Sem Calleri, que deve pegar ao menos um jogo de suspensão pela expulsão em La Paz, Bauza voltou ao seu esquema preferido: 4-2-3-1, com Alan Kardec no comando do ataque. A formação que iniciou em tático contra garotos do sub-19 foi: Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes, Kelvin, Ganso e Michel Bastos; Kardec. Durante o treino, Wesley entrou no lugar de Thiago Mendes. Essa é uma das únicas dúvidas de Bauza para o confronto.

A outra está no gol, já que Denis, também expulso na Bolívia, cumprirá suspensão. Como visto, o treinador comandou a atividade sem goleiro no time titular. Léo e Renan Ribeiro, os possíveis substitutos, participaram de jogo-treino entre a equipe reserva e outros garotos do sub-19. Renan voltou a treinar sem restrições após se recuperar de uma cirurgia (apendicite) e é o favorito para jogar. Ele tem mais partidas pelo clube (11 a 1) e rodagem - também defendeu o Atlético-MG. Léo, por sua vez, disputou apenas 45 minutos de um amistoso em 2013, contra o Londrina. É formado no Tricolor.


Na atividade tática, Bauza forçou o trabalho no campo de ataque adversário. Insistiu para que os jogadores saíssem pelos lados do campo. As orientações foram passados de perto. O treinador chegou a pegar garotos pelo braço para ajustar a defesa, enquanto exigia dos titulares uma movimentação. Parou por diversas vezes o treino. O técnico já havia feito trabalho similar na semana passada, antes do jogo decisivo em La Paz. Saiu-se bem. Wesley, que luta por um lugar no time após ter ido bem na Bolívia, elogiou o trabalho do comandante.

- Acho que o maior mérito é todo o histórico deles nessa competição (Libertadores), e no dia a dia, a honestidade. Quem tiver bem vai jogar, quem não tiver não vai, estamos numa equipe grande, todo mundo se sente útil, para quando tiver oportunidade, ir bem - avaliou.

O São Paulo enfrentará o Toluca (MEX) na próxima quinta-feira, às 21h45, no Morumbi. Cerca de 33 mil ingressos já foram vendidos para o confronto. O jogo de volta será na quarta-feira da semana que vem, em Toluca, a 2.800 metros de altitude. O Tricolor pode, até esta terça-feira, efetuar três trocas na lista de inscritos para a competição. A única certeza é que haverá substituição ao atacante Kieza, negociado com o Vitória. Breno, Lugano, Carlinhos, João Schmidt e Rogério, todos machucados, não treinaram e ainda não têm previsão de retorno.