Rogerio Ceni - São Paulo

Goleiro-artilheiro só deve voltar a trabalhar com bola na próxima semana (Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)

Bruno Grossi
27/11/2015
12:02
São Paulo (SP)

O São Paulo não terá mesmo Rogério Ceni na meta titular na partida deste domingo, 17h, contra o Figueirense no Morumbi. O Mito, ainda com muitas dores no tornozelo direito, não conseguiu treinar com bola no CT da Barra Funda e, por isso, achou melhor se preservar para a última rodada do Campeonato Brasileiro - dia 6 de dezembro, contra o Goiás, fora de casa.

Dessa maneira, o goleiro-artilheiro perdeu a chance de fazer seu último jogo oficial no Morumbi com festa da torcida. A derrota por 3 a 1 para o Santos, na primeira semifinal da Copa do Brasil, ficará marcada como a última apresentação oficial do camisa 01 em sua casa favorita. A baixa para este sábado foi confirmada pelo médico José Sanchez.

As dores que ainda incomodam Ceni aparecem no momento em que ele realiza movimentos laterais ou tenta se levantar após uma queda. A previsão era de que a ruptura do ligamento tíbio-fibular do pé direito demorasse de duas a três semanas para ser curada, mas o processo foi mais lento do que o esperado e obrigará Denis a disputar a quarta partida seguida como titular (Bruno, Rodrigo Caio, Lucão e Matheus Reis; Thiago Mendes, Carlinhos e PH Ganso; Michel Bastos, Alexandre Pato e Luis Fabiano devem fechar o time).

E depois de sofrear com as críticas na goleada por 6 a 1 para o Corinthians no último domingo, o arqueiro reserva mais uma vez foi castigado nesta sexta-feira. Em rachão - atividade muito comum com Muricy Ramalho, mas abolida durante a maior parte da temporada -, Denis estava na equipe de colete branco que acabou massacrada pelos vermelhos por 8 a 1.

Meio voleio de Fabuloso é destaque no rachão do São Paulo
Meio voleio de Fabuloso é destaque no rachão do São Paulo

Luis Fabiano foi o maior destaque da atividade recreativa ao marcar três gols, acompanhado de dois de Carlinhos, um de Paulo Henrique Ganso e dois de Wesley - Michel Bastos descontou. Antes do rachão, o coordenador técnico Milton Cruz comandou treino específico de bolas paradas e, depois, exercício de finalizações. As baixas, além de Ceni, foram os atacantes Rogério (estiramento na coxa direita) e Wilder (gripado).