Marcio Porto
12/12/2016
17:09
São Paulo (SP)

Alvo do São Paulo para a temporada 2017, o atacante paraguaio Christian Colmán, de 22 anos, tem procurado se manter alheio à negociação. Ele garantiu que ainda não foi procurado pelo Tricolor, tampouco recebeu algum comunicado do Nacional (PAR), seu clube atualmente. No entanto, o centroavante que atraiu atenção do técnico Rogério Ceni se anima com a possibilidade de jogar no Morumbi, como falou em entrevista ao LANCE!.

- Não falei nada com os clubes, vi apenas pela imprensa, mas claro que fico feliz por ter meu nome citado e por ser um grande clube. Se for realmente concreto isso que estão falando, seria ótimo, é uma grande equipe. Claro que eu gostaria de jogar no futebol brasileiro, é uma liga muito competitiva. Mas realmente ainda não sei de nada - afirmou o atacante, em rápido contato por telefone.

Colmán tem contrato com o Nacional até dezembro de 2018. Este ano, em 30 jogos, marcou 11 gols. Está prestes a entrar de férias, já que o campeonato paraguaio está na última rodada. O Nacional não foi bem e está em 7º. O Guarani já é campeão.


Alto (1,85m) e com facilidade para atuar dentro da área, Colmán foi achado pelo São Paulo a partir do departamento de análise de desempenho, dos profissionais Luis Felipe Batista e Raony Thadeu, a quem Rogério Ceni fez referência em sua apresentação na semana passada. A dupla preparou um pacote com vídeos do atacante, que agradou ao novo treinador. A partir daí, o nome foi encaminhado à diretoria, que já negocia. Um camisa 9 é uma das prioridades de Ceni para 2017.

A cúpula do São Paulo, no entanto, adota cautela sobre a negociação. No último domingo, após a goleada de 5 a 0 sobre o Santa Cruz no Pacaembu, o presidente Carlos Augusto de Barros e silva disse que não tinha nada para falar da negociação. Já o diretor-executivo Marco Aurélio Cunha admitiu que Colmán é um dos nomes analisados, mas disse que como ele há outros tantos.

Até o momento, o São Paulo apresentou o atacante Wellington Nem, emprestado do Shakhtar Donetsk (UCR) e tem acordo com o goleiro Sidão, que disputou o Brasileiro pelo Botafogo, mas tem direitos ligados ao Osasco Audax. O acerto deve ser oficializado em breve.