HOME - São Paulo x The Strongest - Copa Libertadores - Centurión (Foto: Mauro Horita/LANCE!Press)

Calleri volta ao Brasil apenas no sábado e não deve enfrentar o Palmeiras no domingo (Foto: Juan Mabromata/AFP)

Marcio Porto
11/03/2016
07:10
Enviado especial a Buenos Aires (ARG)

O Ricardo Centurión foi liberado pelo São Paulo para permanecer em Buenos Aires após o empate por 1 a 1 com o River Plate, na última quinta-feira, pela Libertadores. Assim, só retorna ao Brasil no sábado - o restante da delegação desembarca nesta sexta-feira em Guarulhos.

Centurión pediu dispensa para resolver problemas particulares. O argentino, titular do São Paulo nos últimos jogos, tem pendência burocráticas para resolver em seu país e comunicou à diretoria. Ele saiu da partida contra o River no início do segundo tempo, com câimbras.

Essa não foi a primeira vez que Centurión foi liberado pelo São Paulo após uma partida na Argentina. Ano passado, contra o San Lorenzo, o argentino também pediu dispensa para ficar mais tempo em Buenos Aires. Recentemente, o jogador enfrentou um grave problema de saúde de sua noiva, situação que atrapalhou sua performance no Tricolor. Ele sofria de câncer.

Já o outro argentino do time, Calleri, foi o último a deixar o estádio Monumental de Nuñez após a partida da última quinta,pois ficou no exame antidoping. O ex-centroavante do Boca Juniors foi hostilizado pela torcida do River Plate durante toda a partida, recebeu cartão amarelo, e está suspenso do duelo contra o Trujillanos, da Venezuela, válido pela terceira rodada da Libertadores. Com isso, existe a possibilidade de jogar no clássico contra o Palmeiras, mesmo com Bauza poupando os titulares.

A tendência é que o Tricolor Paulista tenha time misto no clássico contra o Verdão. Patón já adiantou que deverá contar com apenas dois ou três titulares. Depois de enfrentar o Palmeiras, o São Paulo terá pela frente o duelo decisivo contra o Trujillanos, na Venezuela. Crucial para definir o futuro do clube do Morumbi na competição, que até agora somou apenas um ponto no grupo 1 da Libertadores.