LANCE!
19/06/2016
19:39
São Paulo (SP)

Minutos depois de Edgardo Bauza pedir que o árbitro Elmo Resende Cunha fosse claro sobre as razões da expulsão de Jonathan Calleri, a súmula do empate em 2 a 2 com o Flamengo foi publicada no site da CBF. E segundo as anotações do juiz, o centroavante do São Paulo não usou nenhum xingamento na reclamação que gerou o cartão vermelho em Brasília.

"Aos 22 minutos do 2º tempo, expulsei, em função do segundo cartão amarelo, o sr. Jonathan Calleri, número 12, da equipe do São Paulo Futebol Clube, por reincidir em reclamar contra a arbitragem, com dedo em riste dizendo a seguintes palavras: "está de marcação comigo, caralho! Só porque sou argentino?! Essa arbitragem é uma vergonha". Informo que tal fato ocorreu com o jogo paralisado. Saliento que o jogador expulso saiu de campo normalmente. Esclareço que o atleta expulso já havia sido advertido com cartão amarelo aos 20 minutos do 2º tempo por reclamação à arbitragem", diz o texto publicado às 19h16 deste domingo.

No início da semana passada, uma mensagem do presidente da Comissão de Arbitragem, Sérgio Corrêa, foi enviada aos árbitros para orientar punição com cartão amarelo em caso de reclamação. Os clubes alegam não terem sido avisados da mudança na recomendação, que continha até ameaça de "geladeira" aos juízes em caso de descumprimento, segundo exibido pela Espn.

Calleri estava pendurado e, com o primeiro cartão, já não enfrentaria o Sport, às 21h de quinta-feira, no Morumbi. Com o segundo amarelo e a consequente expulsão, Jony seguirá suspenso para encarar o Leão, mas continuará pendurado para a sequência do Campeonato Brasileiro. Além dele, Kelvin também foi punido por reclamação e Bruno está pendurado.