LANCE!
22/07/2016
19:08
São Paulo (SP)

O técnico Edgardo Bauza deixou a reunião com dirigentes argentinos nesta sexta-feira, em Buenos Aires, esperançoso de que poderá dirigir a seleção de seu país. Bauza teve autorização do São Paulo para viajar e, após a conversa, deixou nas mãos dos dirigentes a possibilidade de assumir o novo cargo. Ele disse que seria um desafio "muito lindo".

- Já manifestei que tenho muita gana e que é um desafio muito lindo. Não tenho ideia se estou perto da seleção, isso quem tem de dizer são os dirigentes. Porém, não há nada. Só tivemos uma conversa. Eles confiaram em mim e sou uma possibilidade. Domingo, dirijo o São Paulo - declarou Bauza, em entrevista coletiva reproduzida pelos canais argentinos na saída da reunião.

Patón, apesar de negar qualquer acerto, falou inclusive sobre a situação de Messi. O astro anunciou despedida da seleção depois do vice-campeonato na Copa América Centenário, em que perdeu um pênalti.

- É preciso convencê-lo a voltar, mas ele precisa do tempo dele - disse.

Bauza é um dos favoritos para assumir a Argentina e foi convocado às pressas para a reunião. Seu principal concorrente é Miguel Ángel Russo, técnico que atualmente está desempregado. Russo também deve conversar com os dirigentes ainda nesta sexta-feira.

O treinador do São Paulo retorna ao Brasil ainda nesta sexta-feira e neste sábado comandará o treino no CT da Barra Funda. Ele disse que estará no banco de reservas domingo, contra o Grêmio, na Arena do Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro.

A diretoria do São Paulo espera que o técnico não saia, mas acredita que não terá o que fazer caso ele seja convidado. Bauza tem contrato até dezembro, mas não há multa rescisória.

O discurso de Bauza contraria o que ele disse em entrevista ao LANCE! no mês passado. Na ocasião, garantiu que não sairia nem por oferta da Argentina e disse que ainda renovaria o contrato.