LANCE!
03/07/2017
14:28
São Paulo (SP)

Rogério Ceni não é mais técnico do São Paulo. O clube anunciou a demissão do ídolo do clube do cargo de técnico logo no dia seguinte à derrota para o Flamengo (2 a 0), resultado que colocou o time na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Pesou contra o ex-goleiro o desempenho atual. São seis partidas sem vitória, com apenas dois empates e quatro derrotas, acumulando somente 11 pontos em 11 rodadas do Brasileiro e amargando na 17ª colocação depois de levar 2 a 0 do Flamengo, no Rio de Janeiro.

- O respeito e o reconhecimento pela grandeza de Rogério Ceni, como figura histórica desta instituição, serão eternamente celebrados - disse o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, na nota oficial do São Paulo.

Por contrato, o São Paulo terá de pagar R$ 5 milhões a Rogério Ceni pela demissão. Foi acordado que essa seria a multa rescisória caso ele fosse dispensado com aproveitamento superior a 47%, e o ex-goleiro como técnico, em 37 jogos, teve 14 vitórias, 13 empates e dez derrotas, conquistando 49,54% dos pontos que poderia.

Apontado por muitos torcedores como o maior ídolo da história do clube, com 1237 jogos como goleiro e 131 gols (é o maior goleiro artilheiro do futebol mundial), Ceni se aposentou em dezembro de 2015 e passou a comandar o São Paulo em janeiro deste ano. Em seis meses, caiu nas semifinais do Campeonato Paulista, diante do Corinthians, e foi eliminado precocemente na Copa do Brasil e na Copa Sul-Americana. No Brasileiro, o time também não rendeu.

O ambiente tem piorado com a falta de resultados. Na última sexta-feira, o auxiliar-técnico inglês Michael Beale pediu demissão e, com a saída de Ceni, o supervisor francês Charles Hembert, outro trazido pelo ex-goleiro, também foi desligado.

No domingo, contra o Santos, na Vila Belmiro, o mais provável é que o ex-volante Pintado, membro permanente da comissão técnica do Tricolor, comande o São Paulo. A demissão de Ceni foi definida no começo da tarde desta segunda-feira e, por isso, ainda não se fala abertamente em nomes de substitutos.

Confira o comunicado oficial do Tricolor:


O São Paulo FC comunica que Rogério Ceni deixa o comando técnico de sua equipe principal. Em sua passagem como treinador, Ceni demonstrou a dedicação e o empenho que o caracterizaram como atleta. Desejamos boa sorte a este que sempre será um dos maiores ídolos de nossa história. "O respeito e o reconhecimento pela grandeza de Rogerio Ceni, como figura histórica desta instituição, serão eternamente celebrados", disse o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva.