RADAR / LANCE!
29/06/2016
11:32
São Paulo (SP)

A expectativa da torcida do São Paulo pela permanência de Maicon foi marcada por uma situação para lá de inusitada. Enquanto o tentava negociar a liberação do zagueiro ao Porto, o tricolor paulista teve um "apoio" de sua torcida, que invadiu maciçamente o Twitter, Facebook e o Instagram do clube português para entoar: "libera o Maicon"

Alheios a postagens da rotina portista, os são-paulinos traziam pedidos singelos, como "libera o Maicon, pelo amor de Deus, nunca te pedi nada", bem-humorados, como o oferecimento de Lucão, Denis e até de uma Eusébio Cup, e até mais fortes, como "libera o Maicon por amor ou por terror" e "seus p..., liberem o Maicon". Em uma postagem sobre André Silva, um torcedor do São Paulo chegou a desabafar: "ninguém se importa com André Silva, libera o Maicon".

A invasão trouxe uma repercussão ainda mais curiosa: torcedores do Porto passaram a aparecer nas redes sociais e direcionaram provocações ao São Paulo. Além de criticarem o futebol de Maicon, oferecendo "até de graça", e um torcedor chegou até a dizer: "o Porto não quer de volta esse lixo, o Porto quer é dinheiro pois precisa e há quem pague pelo Maicon. Se pagarem têm prioridade, se não pagarem vai para Itália onde pagam por ele".


Com o passar do tempo, os torcedores começaram a "disputar" a evidência em nível mundial dos dois clubes, e trocaram ofensas quanto aos países. Um torcedor disse: "Ah, espera ,és brasileiro então não mereces que te chame burro porque para ti isso já é um elogio porque se não fosse os portugueses vocês andavam aí eram uns selvagens e falavam assim : lulululullu, à indio". 

Após a negociação se concretizar, são-paulinos seguiram na postagem para dizer textos como "valeu pelo Maicon", e receberam como resposta frases inusitadas, como "de nada, brazucas". Após ter dado certo, os internautas são-paulinos já têm outro alvo: com Calleri vendido pelo Boca Juniors a investidores e especulado no futebol europeu, a "invasão" promete ocorrer nas redes sociais do clube argentino para uma prorrogação de empréstimo.