Kaká

Kaká com os pilotos da Ferrari em evento em Interlagos (Foto: Thiago Ferri)

Thiago Ferri
10/11/2016
18:28
São Paulo (SP)

Convidado para um evento em Interlagos com Sebastian Vettel, Kimi Raikkonen e Marc Gené, pilotos da Ferrari, Kaká acompanha à distância o São Paulo. O ídolo tricolor aprovou o retorno de Marco Aurélio Cunha como diretor executivo do clube e ainda trata com cautela a possibilidade de Rogério Ceni assumir como treinador.

- Foi um ano difícil para o São Paulo, mas sou otimista. Foi um ano de lições e aprendizados, fico feliz com a volta do Marco Aurélio, um cara que ajuda muito no futebol, no São Paulo principalmente. Este ano já eliminando a questão do rebaixamento é importantíssimo, e aí pensar o que foi feito de errado para o ano que vem não repetir - analisou o meia de 34 anos do Orlando City (EUA).

Jogador do São Paulo entre 1999 e 2003 e depois em 2014, Kaká conviveu bastante com Rogério Ceni, inclusive na Seleção, onde juntos conquistaram a Copa do Mundo de 2002. Amigo do Mito, ele teve uma conversa recente com o ex-goleiro para saber de seus planos.

- É uma hipótese. O Rogério tem muito talento dentro e fora de campo, como um líder tem todas as qualidades, agora é muito diferente ser jogador e treinador. Por isso eu digo que é uma hipótese. Com certeza o Rogério vai ser um excelente treinador. Ele está se preparando, conversamos há uns dias atrás, mas se vai ser no São Paulo ou não, quando vai ser, aí a gente tem que esperar um pouco - acrescentou.

Apesar da análise de Kaká, Ceni de fato trabalha para se tornar técnico e assumir o comando do São Paulo, possibilidade tratada como palpável pelo presidente Carlos Augusto de Barros e Silva para 2017. Ao mesmo tempo, Leco tenta respaldar Ricardo Gomes no elenco profissional. Recentemente, Rogério passou um período na Europa para estágio no Sevilla (ESP) e mais uma etapa do curso da Football Association (Federação Inglesa de Futebol).