Marcio Porto
12/06/2016
14:54
São Paulo (SP)

A morte do melhor amigo abalou ainda mais Calleri pelas circunstâncias em que aconteceu, no último sábado. Sebastian Vladisauskas, chamado de Vladi pelos íntimos, tinha apenas 23 anos e havia  adquirido a motocicleta que o vitimou em um acidente de trânsito em Buenos Aires dois dias antes de falecer. 

A notícia da tragédia foi dada a Calleri pouco antes da partida contra o Atlético-PR no último sábado e, visivelmente abalado, o jogador foi dispensado pela comissão técnica para se despedir do amigo no funeral na Argentina.

Curiosamente, Vladi já possuía uma relação com o São Paulo. Por causa do amigo, visitou o CT da Barra Funda e foi ao Morumbi recentemente com o uniforme do Tricolor. Tirou fotos com Lugano, Ganso e foi vestido com a camisa 12 do amigo acompanhar o duelo contra o River Plate (ARG), em Buenos Aires, pela fase de grupos da Libertadores. Tudo está registrado em sua página no Instagram, onde também, infelizmente, consta a foto da moto que tirou sua vida. Vladi fez a postagem comemorando a aquisição do veículo.

Na página do argentino, houve solidariedade de são-paulinos e outros torcedores de clubes brasileiros, mas também discussões por outros terem preferido criticar a atitude de Calleri por deixar o jogo. O São Paulo acabou perdendo por 2 a 1 para o Furacão no Morumbi. Após a partida, o técnico Edgardo Bauza comentou o episódio e prestou solidariedade a Calleri.

- O caso de Calleri é um tema pessoal. Vindo para o Morumbi teve a má noticia do falecimento de seu amigo em um acidente de trânsito e o liberamos para ir à Argentina para poder se despedir. Foi o mais humano que pudemos ser - afirmou o treinador argentino.

Por conta do episódio, foi respeitado um minuto de silêncio antes do jogo de sábado. Calleri foi liberado pelo São Paulo e deve retornar ao Brasil tão logo acabe o funeral do amigo. O centroavante estava feliz nesta semana, com a visita de três amigos argentinos e seu sobrinho, que também é afilhado. Ele foi para Buenos Aires logo depois que deixou o Morumbi, na noite de sábado.