Centurión - São Paulo

Ricky tem se mostrado mais animado nos últimos treinamentos (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Bruno Grossi
28/07/2016
19:55
São Paulo (SP)

Ao longo desta quinta-feira, a imprensa argentina deu como definida a transferência de Ricardo Centurión para o Boca Juniors (ARG). O São Paulo, no entanto, pede cautela e diz que o caso não está encerrado. O Tricolor, inclusive, espera que o atacante esteja a disposição de Edgardo Bauza para encarar a Chapecoense, às 11h de domingo, no Morumbi.

O clube paulista informa que Ricky deve ser relacionado para a partida da 17ª rodada do Campeonato Brasileiro e tem chances até de ser titular, já que Gilberto torceu o tornozelo esquerdo e pode ser desfalque. Sobre a ida para o Boca, a posição é de que o atleta ainda não se acertou com a equipe xeneize e que o acordo entre os clubes será discutido somente após essa pendência.

Os dirigentes são-paulinos prometeram não barrar a saída de Centurión, disputado também pelo Racing (ARG). O diretor-executivo Gustavo Oliveira, entretanto, deixou claro que o Tricolor jogará duro para ser recompensado. E os obstáculos colocados pelo cartola já foram identificados pelo Boca, como noticiado por veículos da Argentina no início da noite.

Segundo as publicações que baixaram a temperatura sobre as negociações com os brasileiros, os argentinos implicaram com uma cláusula que daria o direito ao São Paulo de pedir a volta de Centurión no fim deste ano. O contrato proposto pelo Boca é de empréstimo por uma temporada, mesmo modelo da cessão de Andres Chavez ao Tricolor.

O estafe de Ricky reforça a versão são-paulina de que nada avançou nas tratativas desde a última quarta-feira, quando o clube paulista admitiu os contatos de Boca e Racing. No treino desta quinta no CT da Barra Funda, Gustavo e Bauza passaram alguns minutos conversando com o atacante, que disputou 80 partidas e marcou oito gols desde fevereiro de 2015.