Ataide Gil Guerrero

Ataide Gil Guerrero, vice-presidente de futebol do São Paulo (Foto: Divulgação)

Marcio Porto
22/02/2016
07:05
São Paulo (SP)

O São Paulo decidirá nesta terça-feira, na reunião de Conselho Deliberativo, se aceitará a oferta da Globo ou do Esporte Interativo para os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro em TV fechada a partir de 2019. Antes, o vice-presidente de futebol Ataíde Gil Guerreiro, responsável pelas tratativas com as duas emissoras, divulgou as ofertas de cada lado e adiantou que brigará para que o adiantamento do dinheiro, seja qual for a decisão tomada, servirá para não atrasar mais os salários dos jogadores. O débito da diretoria com o elenco gerou uma crise no vestíário na semana passada.

- Sai satisfeito. As duas propostas são boas e o Conselho vai decidir. Agora, independentemente de qual for, as luvas serão utilizadas para pagar o mês atraso e criar um fundo para que não haja mais atraso. Já me comprometi com isso - afirmou Ataíde.

Como negociador, Ataíde distribuiu uma mensagem à imprensa revelando as condições de cada oferta e seu parecer sobre as negociações. Vale lembrar que não será o dirigente quem decidirá, e sim o Conselho Deliberativo do clube após votação. Confira abaixo a mensagem de Ataíde com as propostas de Globo e Esporte Interativo.

"A Globo assinou com CORINTHIANS – Atlético Mineiro – Cruzeiro Vasco – Botafogo- Vitoria e Sport Recife assim:
Empréstimo de 40 milhões com devolução à partir de 2019 com juros e correção
Redução de 25 por cento nos contratos de tv aberta em 2.016:7/8.
Fez esta mesma proposta para o SPFC.
Não aceitamos e estendemos a negociação inclusive com o Esporte
Interativo.
Hoje não decidimos ainda, a decisão será terça no Conselho Deliberativo, temos duas propostas:

Globo:
Contrato de 2019 a 2024
Luvas 60 milhões (não é empréstimo)
Não reduzir os contratos atuais como os outros clubes assinaram
A partir de 2019 acabar com os privilégios do Corinthians e do Flamengo.

A distribuição da tv aberta e tv fechada de 1 bilhão e 100 milhões será assim:

40% dividido pelos 20 clubes igualmente, 30% pela classificação no campeonato e os outros 30% pela exposição na TV.
Esta distribuição é a maior vitória do SPFC.

Esporte Interativo
40 milhões de luvas.
560 milhões apenas para a TV fechada com a seguinte distribuição:
50% dividido igualmente entre os 20 clubes
25% na classificação no campeonato
25% exposição na TV medida pelo Ibope

Se houver retaliação da Globo na TV aberta o Esporte Interativo nos indenizará. 
A decisão será terça no Conselho Deliberativo.
Só sinto que a nossa luta beneficiará também os clubes que sucumbiram e assinaram contratos lesivos aos seus interesses. É a falta de uma associação ou liga forte que defendesse os interesses dos clubes, os legítimos donos do futebol.

Ataíde Gil Guerreiro"