icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/08/2015
17:37

Thiago Maia não teve o mesmo protagonismo de Lucas Lima na vitória por 2 a 0 sobre o Corinthians, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, na última quarta-feira, mas foi elogiado pelo técnico Dorival Júnior, que o chamou de diferenciado. Sem marcar gols ou dar passes, o triunfo do garoto de 18 anos é na defesa, onde desarmou nomes conhecidos do rival e iniciou contra-ataques, o que lhe rendeu ligações e mensagens em seu celular.

Segundo Thiago, o "fã clube" é do estado de Roraima, sua terra natal.

- O celular, de fato, não parou de tocar. Muitos parentes e amigos me ligaram para dizer que me viram jogar. Fiquei muito feliz. Eu saí de Roraima onde não tem nada de esporte, então muito gratificante - relatou o camisa 29 do Peixe.

Embora tenha entrado no time recentemente, com a chegada do técnico Dorival Júnior, Maia afirmou que estava incomodado com a situação do Santos, que chegou a entrar na zona de rebaixamento do Brasileirão. Segundo ele, já estava demorando para a má fase acabar.

- O Santos não podia ter ficado nesse situação. Sabíamos que uma hora a chave ia virar. Pela tradição e elenco que temos, não podia ficar naquela situação. Demorou muito para sair, mas sabemos que não tem nada ganho ainda - concluiu.

Na temporada, Thiago Maia já tem 18 jogos pelo Peixe. Depois de Zeca e Paulo Ricardo, ele foi uma das primeiras alterações de Dorival no time.

Thiago Maia não teve o mesmo protagonismo de Lucas Lima na vitória por 2 a 0 sobre o Corinthians, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, na última quarta-feira, mas foi elogiado pelo técnico Dorival Júnior, que o chamou de diferenciado. Sem marcar gols ou dar passes, o triunfo do garoto de 18 anos é na defesa, onde desarmou nomes conhecidos do rival e iniciou contra-ataques, o que lhe rendeu ligações e mensagens em seu celular.

Segundo Thiago, o "fã clube" é do estado de Roraima, sua terra natal.

- O celular, de fato, não parou de tocar. Muitos parentes e amigos me ligaram para dizer que me viram jogar. Fiquei muito feliz. Eu saí de Roraima onde não tem nada de esporte, então muito gratificante - relatou o camisa 29 do Peixe.

Embora tenha entrado no time recentemente, com a chegada do técnico Dorival Júnior, Maia afirmou que estava incomodado com a situação do Santos, que chegou a entrar na zona de rebaixamento do Brasileirão. Segundo ele, já estava demorando para a má fase acabar.

- O Santos não podia ter ficado nesse situação. Sabíamos que uma hora a chave ia virar. Pela tradição e elenco que temos, não podia ficar naquela situação. Demorou muito para sair, mas sabemos que não tem nada ganho ainda - concluiu.

Na temporada, Thiago Maia já tem 18 jogos pelo Peixe. Depois de Zeca e Paulo Ricardo, ele foi uma das primeiras alterações de Dorival no time.