Santos x Palmeiras

Ricardo Oliveira cumprimenta Fernando Prass (Foto: Mauro Horita/AGIF/LANCE!Press)

LANCE!
24/04/2016
20:12
Santos (SP) 

O atacante Ricardo Oliveira não fez gols na vitória por pênaltis do Santos sobre o Palmeiras, após empate por 2 a 2 no tempo normal, que classificou o clube da Vila Belmiro para a final do Paulistão. Entretanto, o jogador foi um dos centros da atenção por conta das polêmicas em que se envolveu com os jogadores palmeirenses na temporada passada.

O atacante teve vários atritos com o goleiro Fernando Prass após o confronto entre os times na final do Estadual de 2015. O ápice ocorreu quando o Palmeiras venceu o Santos na final da Copa do Brasil e o título foi comemorado pelos palmeirenses com máscaras ironizando careta feita por Ricardo Oliveira. Apesar do ocorrido, o jogador afirmou que não guarda mágoas e que sempre respeitou os adversários.

- Sou curado contra vingança. A mágoa nunca vai me acompanhar. Abracei o Rafael Marques, o Lucas e quase todos os jogadores do Palmeiras. Entendo muitas coisas do futebol, aceito algumas e outras não, mas nunca vou desrespeitar um companheiro do futebol – afirmou o atacante.

"Abracei quase todos os jogadores do Palmeiras", Ricardo Oliveira. 

Ricardo Oliveira disse ainda que o clima para o jogo deste domingo foi bem diferente do que antecedeu a decisão da Copa do Brasil, no final do ano passado, quando as provocações entre os jogadores rivais deixou o jogo mais tenso. E fez questão de ressaltar a atuação da equipe que fez o Santos chegar à sua oitava final do Paulistão seguida, algo que só foi atingido pelo time de Pelé, Pepe e companhia.

- Foi uma vitória do coletivo. Afirmo categoricamente que o clima não era o mesmo da final (da Copa do Brasil). Conversei com todos e tinha certeza de que ganharíamos – comentou o atacante.