Serginho - Santos

Serginho jogou as últimas duas partidas como titular do Santos (Foto: Ricardo Saibun / Santos FC)

Russel Dias
28/02/2016
07:55
Santos (SP)

Junho de 2014. O Santos treinava em São José dos Campos, pois havia emprestado suas dependências para as seleções de México e Costa Rica, que disputavam a Copa do Mundo no Brasil. No Vale do Paraíba, o então técnico Oswaldo de Oliveira assistia ao treino e cochichava com seu auxiliar Luiz Alberto: – Precisa de um reserva para o lugar do Lucas Lima, em?.

No elenco, o único com as mesmas características do meia canhoto era Serginho, que acabara de subir do sub-20, vencedor da Copinha. Aos 18 anos, talvez o garoto não estivesse pronto. Mas e hoje?

Neste domingo, às 19h30, contra o Red Bull, pela sétima rodada do Paulistão, o Santos volta ao Estádio Martins Pereira, em São José. Lucas Lima segue titular, mas ao seu lado estará Serginho. O meia canhoto amadureceu dois anos e hoje, além de ser opção para a vaga do camisa 20, convence o técnico Dorival Júnior até a atuar ao lado de Lucas Lima.

–Muita coisa mudou, acho que melhorei bastante e trabalhei muito para isso acontecer – diz Serginho em entrevista ao LANCE!, recordando daquele período com precisão.

De 2014 até hoje, de fato as coisas mudaram para o Menino da Vila. Persistente, ele voltou às categorias de base, seguiu treinando com os profissionais mesmo com poucas chances, viu a concorrência aumentar, até entrar e campo e convencer Dorival a abrir mão de jogar com três atacantes, apostando em dois meias, como foi nos últimos dois jogos.

No último, em especial, em que o Santos venceu o Mogi Mirim por 4 a 1, Serginho chutou a gol e tabelou com Joel, que balançou as redes. Mas o que faz Serginho acreditar e ter mais confiança foi o gol contra o Bahia, em um amistoso no começo do ano, apontado como concorrente a Prêmio Puskas de gol do ano.

– Um gol ajuda muito, ainda mais aquele, que me deu confiança para a temporada toda. Fico feliz em poder ter essa sequência como titular e vou continuar dando meu máximo – afirma, encantado com a beleza do chute de fora da área que garantiu o 2 a 2 para o Peixe em Salvador.

No que depender do camisa 41, o jogo de hoje será de progresso, elogios, boa atuação e vitória do Santos. Nas arquibancadas, ele espera ver um cenário parecido com o de 2014, mas só nas arquibancadas.

– Lembro que em São José dos Campos foram muitos santistas ver os nossos treinos, é um campo bom, e sei que a torcida vai em peso novamente. Que nós possamos corresponder à altura! – aposta.

Serginho - Santos
Serginho estava no elenco de 2014 (Foto: Ivan Storti / Santos FC)