Léo Saueia
16/05/2016
14:52
São Paulo (SP)

Depois de ser liberado pelo Santos no início deste ano, após acordo na Justiça do Trabalho, o centroavante Leandro Damião não se destacou em sua passagem pelo Real Betis (ESP) e anunciou nesta segunda-feira que não terá seu contrato renovado com os espanhóis. Desta forma, o centroavante volta a ter vínculo contratual com o Peixe, válido até 2018.

Com salários e outros ordenados atrasados, Damião entrou na Justiça cobrando sua rescisão de contrato com o Peixe em 2014. Em meio a uma guerra de liminares que perdurou até o início deste ano, as partes entraram em acordo e Damião foi liberado pelo Betis por empréstimo até o meio de 2017. Entretanto, a passagem do jogador na Espanha durou menos de seis meses e não teve nem um gol marcado sequer.

No acordo firmado, o Santos se comprometeu a pagar R$ 4,5 milhões em 40 parcelas ao centroavante e a liberá-lo ao Betis. Caso não fosse comprado pelos espanhóis, o que não irá acontecer, seu vínculo com o Alvinegro volta a valer, mas o jogador não será obrigado a defender as cores do Peixe e poderá buscar outro clube para jogar.

Durante a passagem de Damião pelo Betis, o fundo maltês Doyen Sports, que financiou a compra do centroavante para o Santos, entrou na Justiça cobrando R$ 74 milhões do Peixe pela rescisão contratual do atleta e conseguiu até mesmo bloquear a renda de bilheteria da final do Paulistão e a premiação do clube pelo título estadual. 

O Santos, porém, recorreu da ação imposta pela Doyen argumentando que o centroavante ainda tinha vínculo contratual com o clube e havia sido apenas emprestado ao Betis. Em nota oficial divulgada nesta segunda-feira em seu site oficial, o Santos reafirma a versão e diz que aguarda pela reapresentação do jogador.

O atleta Leandro Damião, desde que contratado em 2014, mantém vínculo empregatício com o Santos FC em vigor e foi emprestado ao Real Betis, da Espanha, em decorrência de acordo trabalhista assinado perante o Ministro do TST, em 29 de janeiro de 2016, onde foi autorizado a permanecer pelo prazo de pelo menos 18 meses.

Se o empréstimo for encerrado, deverá retornar ao Santos FC ou ser emprestado novamente a outra equipe, conforme o interesse do atleta e do Clube.