Zeca treinando pela Seleção (Foto: Divulgação/CBF)

Zeca está a serviço da Seleção Brasileira para a disputa da Olimpíada (Foto: Divulgação/CBF)

Léo Saueia e Russel Dias
01/08/2016
17:49
São Paulo e Santos (SP)

Além de conviver com assédio italiano sobre o atacante Gabigol, a diretoria do Santos tem tido "trabalho" com outro jogador. A serviço da Seleção na Olimpíada ao lado do próprio Gabigol, o lateral Zeca tem despertado o interesse de diversos clubes europeus.

Antes de se juntar à delegação do Brasil, Zeca se encontrou com um empresário francês que representa Manchester United, PSG e Monaco no mercado europeu. Na ocasião, o agente fez elogios ao futebol do jovem e prometeu fazer esforços par tirá-lo do Peixe.

Na última semana, Pascal Carbon, o agente francês, reuniu-se com membros da diretoria santista e consultou as condições para uma eventual negociação. Apesar de ter considerado oficialmente apenas mais uma sondagem, o Peixe já foi avisado de que uma oferta deve chegar nos próximos dias envolvendo um dos três clubes que Carbon representa. 

Ainda antes do fim do Paulistão, o Santos recusou uma proposta de 8 milhões de euros(aproximadamente R$ 32 mi à época) do Atlético de Madrid. Para viabilizar o negócio, o presidente Modesto Roma Júnior avisou aos interessados que exige 10 milhões de euros, dos quais o Peixe tem direito a 70%.

Ciente da exigência santista, Pascal Carbon prometeu retornar ao Brasil apenas com os 10 milhões de euros em mãos. Por enquanto, o Peixe apenas aguarda e torce logo pela chegada do dia 31 de agosto, quando se encerra a janela de transferências para o futebol europeu.