Joinville x Santos (Foto: CARLOS JR/FUTURA PRESS)

Renato disputa bola com Anselmo (Foto: CARLOS JR/FUTURA PRESS)

LANCE!
08/11/2015
20:47
Santos (SP)

Apesar de o empate em 0 a 0 diante do JEC, na Arena Joinville, manter o Santos no G4 do Brasileirão, impediu o Peixe de se distanciar dos rivais e abrir vantagem na luta pela classificação à Libertadores. De acordo com os jogadores do Alvinegro, o culpado pela falta de gols foi um só: o gramado.

Segundo o atacante e artilheiro do Brasileirão, Ricardo Oliveira, que teve apenas uma chance durante os noventa minutos, o Santos foi a Santa Catarina buscar os três pontos. Apesar do gramado ruim, o capitão do Peixe não viu o empate como um bom resultado.

- Não dá pra colocar a bola no chão, só ligação direta. Foi um jogo feio demais. Nunca o resultado de empate é bom para o Santos. O Santos sempre entra pra buscar três pontos, porém hoje (domingo) não foi possível. Dos males o menor, saímos com um ponto daqui - lamentou.


Um dos líderes do elenco, o veterano Renato foi outro a criticar as condições do gramado, que impediram o Santos de desenvolver suas principais característica: velocidade e toque de bola. O camisa 8, porém, não viu o empate como um mal resultado.

- Eu não sei se (o empate) é dissabor, porque a rodada ajudou. Seria melhor os três pontos, mas estava difícil tocar a bola. Tentamos nas laterais, o campo estava muito pesado e tivemos muita dificuldade. Somar ponto é sempre importante, mas a equipe lutou, brigou. Gramado não permitiu fazermos nosso jogo, mas um ponto valeu, a gente continua no G4 - lembrou o experiente volante.