Santos x Corinthians

Ricardo Oliveira comemora gol marcado sobre o Corinthians (Foto: Miguel Schincariol/Lancepress!)

LANCE!
06/03/2016
18:53
Santos (SP)

Ricardo Oliveira voltou a marcar pelo Santos após a negociação sem desfecho com o Beijing Guoan, da China. Neste domingo, ele fez os dois gols do clássico contra o Corinthians, na Vila Belmiro, pela oitava rodada do Paulistão.

Após a partida, o atacante não quis voltar ao assunto sobre o futebol chinês e exaltou o resultado positivo diante do Corinthians.

- Não quero entrar mais nesse mérito, já rendeu demais. Já me manifestei, dei minha versão, e agora quero focar no trabalho. A Seleção chegou de novo, e correspondi hoje. Vestir a camisa do Santos é sempre um prazer, vou dar sempre meu melhor. Temos que olhar para frente, porque a gente não sabe o dia de amanhã. Se a bola não entra, sei da responsabilidade que carrego. Quando estou dentro de campo, meu trabalho é fazer gols e ajudar meus companheiros - afirmou Ricardo Oliveira, lembrando da convocação para os jogos contra Paraguai e Uruguai, no fim de março.

- Acho que ninguém, dos verdadeiros torcedores, sabe que eu jamais deixei de me entregar em campo. Infelizmente, depois de tudo que aconteceu (negociação com o Beijing Guoan), não consegui concluir o jogo com o Red Bull por sobrecarga no joelho. Escutei muita coisa antes do jogo contra o Corinthians, mas aí está a resposta. Recuperei, fizemos uma bela partida. Fiz dois gols, mas o coletivo foi perfeiro. Conseguimos bater um adversário duríssimo, um grande rival, e nos dá muita confiança ao decorrer da competição - acrescentou.

O atacante, embora tenha dito que o assunto sobre sua negociação sem desfecho com o time chinês já faz parte do passado, voltou a ser questionado. Ricardo Oliveira não descartou uma saída do Santos no futuro, mas ressaltou que o pensamento agora é levar o time a mais uma final do Paulistão.

- Não é só o meu lado. Eu espero que no futuro tenha uma outra oportundiade para retribuir o que o Santos fez por mim, mas isso faz parte do parte. A paixão continua, a vontade vai continuar, entrega não vai faltar. Com apoio do torcedor estaremos muito fortes para essa competição, porque queremos chegar a mais uma final. A maior das virtudes que tenho é jamais me entregar diante de qualquer situação - analisou.