Léo Saueia
14/08/2016
18:07
Santos (SP)

Era sem dúvidas uma tarde especial na Vila Belmiro. Estádio cheio, jogo decisivo, torcida pulsando... Mas um pequeno “detalhe” estava acima de tudo isso neste domingo: a volta de Robinho.

Depois de flertar novo acerto com o clube que o revelou, Robinho acertou com o Atlético-MG no início do ano, frustrou os planos do Santos e provocou a ira por parte da torcida.

No primeiro turno do Brasileirão, na vitória do Galo, o camisa 7 foi poupado e deixou o reencontro com o Peixe para a tarde deste domingo. Território que antes o acolhia como nenhum outro, a Vila lhe virou hostil.

Mesmo apoiado e aplaudido por minoria atleticana, o camisa 7 conviveu com as vaias do início ao fim. A cada toque na bola, uma hostilização. Isso sem contar, é claro, os cânticos de “traidor” e “mercenário”.

O jogo começou quente principalmente por conta de Robinho. Não que o camisa 7 estivesse provocando ou algo do tipo, mas era o centro das atenções, não tinha jeito.

Assim que o Galo subiu para o aquecimento, antes de a bola rolar, Robinho foi o último a subir. Parecia já esperar por hostilidade. E até estranhar. Até porque foram quase 7 anos de pedaladas e títulos no estádio onde mais jogou na carreira.

Bola rolando, Santos pressionando, Victor fazendo defesas e Robinho assistindo, ainda se familiarizando com o novo ambiente da Vila. Nos dois primeiros toques na bola, rapidamente se desfez dela, mas não das vaias. Torcida vinha em uníssono contra quem antes exaltava.


Mas isso não intimidou um jogador do nível de Robinho. Rei do Drible foi para cima, arriscou algumas pedaladas e até toques de letra.

Depois de um primeiro tempo apagado, assim como todo o Galo, disse não se importar com as manifestações e críticas dos santistas.

– Torcedor pagou ingresso e se manifesta da maneira que quiser. Estou focado no jogo. Normal (a pressão), estou acostumado, sabia que isso ia acontecer – declarou.

No segundo tempo teve cabeçada defendida brilhantemente por Vladimir e golaço de cobertura, mas este anulado por impedimento. O santista deve estar aliviado...