Gustavo Henrique e Lucas Veríssimo sofreram diante do São Bernardo

Gustavo Henrique e Lucas Veríssimo sofreram diante do São Bernardo (FOTO: Ivan Storti)

Léo Saueia
01/02/2016
06:55
São Paulo (SP)

Ainda antes do fim da temporada passada, o Santos monitorava zagueiros no mercado. Com a renovação do contestado Werley travada, só restaria a David Braz o posto de defensor experiente, já que Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Paulo Ricardo subiram recentemente do sub-20.

Com a lesão de Braz na decisão da Copa do Brasil - o camisa 14 deve retornar só no fim do estadual -, o temor do santista em relação à zaga só cresceu e, assim, pressionou ainda mais os Meninos da Vila.

No empate diante do São Bernardo, na estreia no Paulistão, Dorival Júnior apostou em Gustavo Henrique e Lucas Veríssimo como titulares e viu as projeções das arquibancadas virarem realidade. Durante o jogo, a dupla não se encontrou em campo e penou pela falta de experiência. 

Veríssimo fazia a estreia em jogo oficial como profissional do clube, mas mostrou-se nervoso e cometeu diversos erros primários e cruciais durante os 90 minutos.

Até mesmo Gustavo Henrique, que tem mais rodagem e confiança do torcedor, falhou em lances incomuns para ele, inclusive na saída de bola, e mostrou que ainda precisa de uma liderança ao seu lado.

Ciente da carência da equipe por um zagueiro, Dorival tem constantes conversas com a diretoria alvinegra para discutir possíveis reforços para o setor. Mas apesar da necessidade e pressa por um desfecho, o comandante tratou de tirar a culpa do empate das costas dos jovens defensores do Peixe:

- Falar especificamente dos zagueiros seria injusto. Temos que ver o Santos como uma equipe e como equipe não funcionamos. A diretoria sabe do meu posicionamento e estou trabalhando por opções. Vamos acreditar que a qualquer momento possamos tê-las. Vou fazer o meu melhor, corrigindo os erros e buscando melhorar.