Modesto em reunião com o elenco

Modesto em recente reunião com o elenco (Foto: Ivan Storti / Santos FC)

Russel Dias
19/06/2017
20:13
Santos (SP)

Após oferecer cifras astronômicas a Lucas Lima, o presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, também deu um conselho ao camisa 10, nesta segunda-feira. Para o dirigente, a proposta está dentro da realidade financeira do clube, mas acima da média do futebol brasileiro.

- Contrato termina 31 de dezembro. Temos até lá para renovar. Se ele quiser assinar (pré-contrato com outro clube), vai assinar, não é preocupação. É direito que ele tem. Não tem que se precipitar por causa de uma tentativa de alguém querer assinar pré-contrato. Que seja boa para o Lucas e para o Santos. Fizemos proposta e estamos aguardando. Não fiz a conta do valor total, não sei se são quatro ou cinco anos. A proposta é boa. Se eu fosse o Lucas, eu aceitaria - disse, durante evento na Vila Belmiro.

A partir do dia 1 de julho, o meia santista poderá assinar um pré-contrato com outra equipe e ainda terá a chance de exigir alto valor em luvas (bonificação) ao clube interessado em seu futebol, já que estará livre no mercado e não precisará ser comprado para sair em janeiro de 2018.

Porém, Modesto disse não ter medo de ver seu principal jogador deixar o Peixe sem render nada ao clube.

- Não é de graça. Ele jogou por anos e rendeu frutos. Ele recebeu, o Santos pagou. Gostaríamos que continuasse, mas a permanência ou a saída não é de graça. Não pode esquecer o que ele fez e faz pelo Santos. Vamos manter esse contrato. Se ele quiser continuar, será um prazer dentro do limite de responsabilidade que o Santos tem - opinou.

Por fim, o dirigente disse ter ouvido do estafe do atleta que a oferta foi vista como excelente, no entanto, Lucas Lima ainda não recebeu. Em entrevista ao fim da partida contra a Ponte Preta, o camisa 10 afirmou que fica até o fim do ano e pediu para encerrar o assunto, despistando sobre o futuro.