Rodrigão, do Campinense

Campinense teve imbróglio na Justiça e teve de adiar as semifinais do Estadual (FOTO: Divulgação)

Léo Saueia e Russel Dias
11/05/2016
06:10
São Paulo e Santos (SP)

Apesar de já ter tudo acertado com o centroavante Rodrigão e com o Campinense, um imbróglio na Justiça Desportiva envolvendo o clube paraibano pode obrigar o Santos a adiar a chegada do novo concorrente de Ricardo Oliveira à Vila Belmiro.

O Campinense eliminou o arquirrival Treze no Estadual local e se credenciou a disputar as semifinais do torneio contra o CSP. Entretanto, o Treze entrou com uma ação no Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba pedindo a eliminação do Campinense por irregularidades do clube com o Profut.

Contudo, o próprio tribunal já deu um parecer contrário à alegação do Treze, já que a denúncia só foi feita após a vitória do Campinense dentro de campo, algo que diminuiria a credibilidade da reclamação feita pelo departamento jurídico do Treze.

Em meio a uma guerra de liminares, cada hora favoráveis a um dos times, ainda não há uma decisão definitiva no caso. Por conta do imbróglio, os dois jogos entre Campinense e CSP pela semifinal da competição, que deveriam ter acontecido nos dois últimos domingos, foram adiados e não tem previsão de datas para ser disputado. A final do torneio, desta forma, também foi adiada.

Assim, a chegada de Rodrigão ao Santos tem data incerta. Apesar de o Peixe ter combinado um dia específico para a apresentação do centroavante no CT Rei Pelé, o presidente do Campinense, William Simões, diz que só libera o jogador após as finais do Campeonato Paraibano, e usa a Copa do Brasil como justificativa.

- Nós combinamos com o Santos que só vamos liberar o Rodrigão depois do Paraibano. Não vamos liberar ele antes disso, até porque já não escalamos o Rodrigão contra o Cruzeiro, na Copa do Brasil, e acabamos eliminados. Ele não sai antes - disse o dirigente do Campinense, ao LANCE!.

A ausência do centroavante na Copa do Brasil se deu pelo acerto do atleta com o clube alvinegro, já que Rodrigão não poderia disputar a competição nacional pelo novo time caso entrasse em campo pelo Campinense.

Rodrigão chamou a atenção do Santos por ser o artilheiro do Brasil na temporada. Ao todo, o camisa 9 do clube paraibano já marcou 17 gols no ano e foi comprado pelo Santos por cerca de R$ 1,4 milhão.