Renato - Santos

Experiente volante do Santos não quer a equipe disputando Pré-Libertadores (Foto: Marco Galvão/Fotoarena)

LANCE!
09/11/2016
16:29
Santos (SP)

Depois da vitória sobre a Ponte Preta no último domingo, o Santos passou a ser o maior perseguidor ao líder Palmeiras nas últimas quatro rodadas do Brasileirão. Mesmo assim, com seis pontos de diferença para o Verdão, a missão do Peixe é complicada

Para o experiente volante Renato, bicampeão brasileiro pelo Alvinegro em 2002 e 2004, o título ainda é sonho no elenco, mas outras 'conquistas' não podem ser descartadas. O camisa 8 afirma que o grande objetivo do clube nesta reta final é evitar a disputa das primeiras fases da Libertadores do ano que vem. Vale lembrar que o Santos já está classificado para a competição continental, faltando apenas definir se irá diretamente à fase de grupos ou precisará jogar as duas etapas eliminatórias.

- A comemoração é válida pela segunda colocação. Estamos com foco de evitar a pré-Libertadores, viagens longas, logo em fevereiro.. Se puder evitar, vai ser bom para equipe, para trabalharmos mais, jogar o Paulista tranquilo. A gente torce (contra o Palmeiras), mas se eles forem campeões vão fazer por merecer. Vamos tentar buscar a melhor colocação, se não campeão, segundo, terceiro.. Ficando no G3 estaremos contentes. Nossa matemática é jogo a jogo - explicou Renato, em entrevista coletiva nesta quarta.

Com 11 dias de intervalo entre a vitória sobre a Ponte e o próximo jogo, diante do Vitória, na Vila Belmiro, o Santos terá tempo de sobra para recuperar seus jogadores para as quatro "finais" restantes. Mesmo assim, Renato não vê benefícios exclusivos ao Peixe nesta parada.

- Acho que não tem benefício, até porque todas as equipes param e têm dias de trabalho. Estive no Sevilla e os jogos de Seleção paravam, tinha essa base, é boa para os clubes para recuperar quem está no DM. Dá para trabalhar a parte física, até corrigir alguns erros cometidos, poder trabalhar jogadores para substituir quem está suspenso, mas não beneficia quem está na frente. Quem está lá gostaria de continuar jogando pelo ritmo bom. É uma parada válida e queremos trabalhar da melhor forma possível.